sexta-feira, 31 de maio de 2013

Uma caminhada pelo Morro da Viração e Lagoa de Piratininga


Hoje, fizemos uma caminhada numa trilha do Parque da Cidade (no Morro da Viração, em Niterói) até a Lagoa de Piratininga.

O biólogo Paulo Bidegain reuniu um grupo de especialistas em meio ambiente e militantes ambientalistas de Niterói para a caminhada, que tinha como objetivo o reconhecimento da região com fins de desenvolver uma estratégia de proteção da área.

Com Paulo Bidegain e um grupo de voluntários e especialistas, a Prefeitura Municipal de Niterói, através da Vice-Prefeitura e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade, estamos trabalhando o projeto de criação do PARNIT, um mosaico de áreas protegidas (parques e outras unidades de conservação) em Niterói.

O principal objetivo do PARNIT é estabelecer um corredor ecológico formado por áreas protegidas, espalhando-se através do território do município de Niterói. O PARNIT complementará a unidade mais importante que é o Parque Estadual da Serra da Tiririca (PESET), que hoje abrange além da área original do Parque, o Morro das Andorinhas, o entorno da Lagoa de Itaipu, e a área que antes constituía o Parque Municipal Darcy Ribeiro, também incorporado formalmente ao PESET.

As prioridades para a iniciativa do PARNIT são a Praia do Sossego, o Morro da Viração + Jurujuba, o entorno da Lagoa de Piratininga, os remanescentes florestais da região do Sapê e Zona Norte de Niterói, além da Ilha da Boa Viagem e o Parque das Águas, no Centro de Niterói.

Muitas dessas áreas já contam com algum instrumento legal de proteção, mas falta ainda o modelo de gestão: proteger o que, para quê, de que forma, quem o fará e com que recursos? É o que estamos trabalhando agora.

Na caminhada de hoje, verificamos as condições ambientais do Morro da Viração e do entorno da Lagoa de Piratininga, principalmente o trecho entre a Ilha do Pontal e a localidade do Tibau, trecho melhor preservado.

Veja as fotos:



Biólogo Paulo Bidegain e, ao findo, engenheiro florestal Nei Rivello. Foto Axel Grael.

Encosta do Morro da Viração, na vertente para a Região Oceânica. Floresta em regeneração. Foto de Axel Grael.

Camboim: nosso grupo se emocionou com a beleza do bosque de árvores de tronco vermelho. As mirtáceas, características da região, serão estudadas pelo nosso grupo.

Bosque de camboins. Foto de Axel Grael.

Lagoa de Piratininga. Foto de Axel Grael.

Lagoa de Piratininga. O trecho entre a Ilha do Pontal e o Tibau é o mais bem prservado, com belos cenários das floretas de encostas encontrando o espelho d'água da Lagoa de Piratininga. Foto de Axel Grael.

Esporão formado pelo assoreamento da Lagoa de Piratininga, em continuação à Ilha do Pontal. Foto Axel Grael

Vegetação rupestre. Ao fundo, o bairro do Cafubá, visto da Ilha do Pontal. Foto de Axel Grael



Fizeram parte do grupo na caminhada:

Paulo Bidegain, biólogo
Axel Grael, engenheiro florestal
Nei Rivello, engenheiro florestal
Celso Junius, engenheiro florestal
Ferrugem e Nara
Alexandre Braga (Secretário Executivo do Comitê da Baia de Guanabara )
Gilberto Dias (Geólogo PhD, professor da UFF)
Antonio Leal (medico do Exército, ambientalista)
Adriano (Oficial Dentista do Corpo de Bombeiros, ambientalista)


PARNIT: PROTEGER ECOSSISTEMAS E MONUMENTOS NATURAIS E PROPORCIONAR UM ROTEIRO DE ECOTURISMO PARA NITERÓI

O objetivo da nossa caminhada foi fazer um reconhecimento preliminar para elaboração de uma proposta de implantação de unidades de conservação mais adequadas à necessidade de proteção dessas áreas e à sua eficiente gestão. Reunimos alguns profissionais experientes e que estão dispostos a colaborar com o referido planejamento. O nosso objetivo é estabelecer uma estratégia de implantação de um mosaico de áreas protegidas municipais, que estamos chamando de PARNIT, que deverá contar com uma estrutura própria de gestão e infraestrutura, com trilhas e outros equipamentos. Juntamente com a co-gestão da Prefeitura e o INEA estabelecida para o PESET - Parque Estadual da Serra da Tiririca (inclui, além da Serra da Tiririca, o entorno da Lagoa de Itaipu, o Morro das Andorinhas e o antigo parque Darcy Ribeiro), teremos uma atuação efetiva na proteção dos ecossistemas da cidade. As nossas prioridades para a ação municipal são: Morro da Viração (do Morro do Santo Inácio até Jurujuba), o entorno da Lagoa de Piratininga, a Praia do Sossego, Ilha da Boa Viagem e outras áreas remanescentes de vegetação e monumentos naturais de Niterói. Outra prioridade é a implantação, em parceria com o INEA, de uma rede de trilhas que serão a base de um roteiro ecoturístico da cidade: Trilhas e Praias de Niterói. Trabalharemos para que já tenhamos uma infraestrutura disponível para atender ao movimento turístico durante a Rio 2016

3 comentários:

  1. É com muita felicidade que leio esta importante notícia para o meio ambiente de Niterói. Esta região que compreende o Morro da Viração e o entorno da Lagoa de Piratininga precisa realmente de um modelo de gestão ambiental atuante. Parabéns pela iniciativa. Abraços, Thiago.

    ResponderExcluir
  2. Aguardamos ansiosamente a implantação dessas trilhas e sinalização das mesmas para a população.

    ResponderExcluir
  3. Traga segurança par a RO e o turismo virá com certeza.
    Trilhas sinalizadas e seguras, serão bem vindas para nós que gostamos.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.