domingo, 12 de janeiro de 2014

Niteroienses fazem o dever de casa e brilham na Copa Brasil de Vela


Boa performance garantiu vitória das brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze na competição. Foto: André Redlich

Cacau Swan/Clínio Freitas, Martine Grael/Kahena Kunze e Isabel Swan/Renata Decnop não deram chances aos rivais na e conquistaram suas respectivas competições

Com um belo dia de sol, aconteceu no sábado a “Medal Race”, derradeira regata da Copa Brasil de Vela. A competição que reuniu durante uma semana, cerca de 200 velejadores distribuídos nas dez classes olímpicas (Laser Radial e Standard, 470 masculino e feminino, RS:X masculino e feminino, 49er, 49er FX, Finn e Nacra 17), teve seu último ato na enseada da Praia de São Francisco, Zona Sul da cidade. Local diferente das outras regatas do evento, tendo em vista que as demais etapas aconteceram na Baía de Guanabara, raia olímpica dos Jogos do Rio, em 2016.

Conhecedores dos atalhos e perigos do local da disputa, os niteroienses deram um verdadeiro show e faturaram títulos nas classes 49erFX (Martine Grael e Kahena Kunze), Nacra 17 (Cacau Swan e Clínio Freitas) e 470 feminino (Isabel Swan e Renata Decnop).


Festa no pódio da Copa Brasil de Vela, competição que será realizada até 2016 na cidade. Foto: André Redlich

A primeira classe a entrar na água, a 49erFX, foi pura emoção do início ao fim. Logo na largada, Martine e Kahena optaram por sair próximo à praia, estratégia diferente das demais competidoras. Na segunda metade da primeira volta, a dupla brasileira pegou uma boa rajada de vento e encostou nas inglesas. Na segunda volta, todas as composições optaram pela estratégia inicial de Martine e Kahena, mas uma súbita falta de vento quase atrapalhou as pretensões da dupla brasileira. Contudo, na última curva, as brasileiras “acharam” o vento necessário para a vitória.

Desta forma, Martine e Kahena, foram as campeãs da 49erFX, seguidas pelas inglesas Frances Peters e Hayling e pelas também britânicas, Charlotte Dobson e Sophie Ainsuworth.

“A regata hoje (sábado) foi muito emocionante e exigiu muito do nosso preparo físico porque o vento foi bem inconstante. Ficamos muito próximo do público hoje e fizemos manobras bem pertinho dos banhistas, dava para escutar o narrador comentando a regata e foi legal para caramba, ainda mais com esse desfecho”, contou Martine Grael, que aproveitou para elogiar o evento.

“A organização do evento está de parabéns, porque é muito interessante ter esse contato com o público, muita gente talvez nem soubesse o que era o esporte e quando saímos da água começaram a comemorar e gritar Brasil. Foi muito bom”, completou a velejadora niteroiense.


Festa no pódio da Copa Brasil de Vela, competição que será realizada até 2016 na cidade. Foto: André Redlich


Na sequência, Cacau Swan e Clínio Freitas na classe Nacra 17, conquistaram mais uma vitória para o Brasil. Moradores da Cidade Sorriso, a dupla não escondeu a felicidade pela conquista dentro de casa.

“O evento foi muito bacana, a raia realmente nasci aqui e velejo desde sempre, e apesar das dificuldades conseguimos vencer a competição”, comentou Cacau.

A festa para Niterói ficou completa com a conquista de Isabel Swan e Renata Decnop na classe 470 feminina.

No quadro geral da competição, o Brasil conquistou seis títulos, seguido pela Inglaterra com duas conquistas. Holanda e França, faturaram um título cada.

Scheidt – Um dos melhores velejadores do mundo, detentor de cinco medalhas olímpicas (três na Laser e duas na Star), Robert Scheidt esbanjou vitalidade do alto dos seus 40 anos e sagrou-se campeão da classe Laser Standard ao chegar em terceiro na “Medal Race”. Apesar de iniciar o ano no lugar mais alto do pódio, Scheidt sabe que possui um grande caminho até 2016.

“Muito bom começar o ano ganhando uma competição dessas na raia olímpica com grandes nomes do Brasil e do exterior. Temos agora um longo caminho até 2016 e temos uma montanha alta para escalar. Até agora, minha idade avançada não tem sido um empecilho e estou de igual para igual com a molecada”, avaliou.

Fonte: O Fluminense



-------------------------------------------------

VEJA OUTROS REGISTROS SOBRE A COPA BRASIL DE VELA REALIZADO NA PRAIA DE SÃO FRANCISCO, EM NITERÓI.

MARTINE E KAHENA GANHAM A COPA BRASIL DE VELA EM NITERÓI
ULTIMO DIA DA COPA BRASIL DE VELA: a partir das 13 hores, será disputada a Medal Race
Começa Copa Brasil de Vela em Niterói - Vídeo
Rivais vêm à Copa Brasil de Vela para 'espiar' a Baía de Guanabara
COPA BRASIL DE VELA, em Niterói: fotos do Fred Hoffmann do primeiro dia de regata
COPA BRASIL DE VELA: fotos de Fred Hoffmann da cerimônia de abertura
Velejadores de Niterói começam bem na Copa Brasil
Campeões mundiais e olímpicos disputam Copa Brasil de Vela em Niterói
Copa Brasil de Vela reúne ídolos em São Francisco
Robert Scheidt estreia na temporada 2014, amanhã, em Niterói, na Copa Brasil de Vela
COPA BRASIL DE VELA: Líder do ranking mundial, Martine Grael está ansiosa para competir em casa
Bons ventos trazem esportistas para Niterói
COPA BRASIL DE VELA: Niterói sedia o primeiro evento de classes olímpicas de 2014
COPA BRASIL DE VELA: em janeiro, Niterói receberá elite da vela na Praia de São Francisco
Globo News: "Poluição na Baía de Guanabara pode comprometer Jogos Olímpicos"

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.