quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Prefeitura e governo estadual começam instalar sirenes que vão alertar população de áreas de risco sobre perigo de deslizamento


Acompanhando a implantação da sirene no Viçoso Jardim, com o Maj. Walace Medeiros e membro do NUDEC local. Foto Luciana Carneiro 

Sistema, que contará com 30 sirenes e dez pluviômetros, deverá começar a funcionar na segunda quinzena de fevereiro

A Prefeitura de Niterói e o governo estadual já instalaram na cidade quatro das 30 sirenes que vão alertar a população que vive em áreas de risco sobre o perigo de deslizamentos.

Na tarde desta quinta-feira (9/1), o vice-prefeito da cidade, Axel Grael, acompanhou o trabalho de instalação dos equipamentos. Já foram colocadas sirenes na praça Max Wolf, no Fonseca, que vai atender à comunidade José Leomil, nas localidades de Biquinha, no Caramujo, São José, no Fonseca, e na estrada Viçoso Jardim.

De acordo com o subsecretário municipal de Defesa Civil, major Walace Medeiros, a previsão é que todas as 30 sirenes e dez pluviômetros que vão medir a quantidade de chuva estejam instalados até o fim deste mês. Após isso, o sistema vai passar por uma fase de testes até começar a funcionar normalmente a partir da segunda quinzena de fevereiro.


Foto Luciana Carneiro


O vice-prefeito Axel Grael destacou a importância do sistema para a cidade.

"Niterói em função desta parceria com o governo estadual e a Defesa Civil do Estado está equipando a cidade de tecnologia para que possamos enfrentar com eficiência situações de contingência. Não tínhamos equipamentos nenhum e agora temos uma estação meteorológica, uma rede de pluviômetros e as sirenes que serão acionadas em situação de risco. Quando verificarmos um nível de chuvas acima do limite, a Defesa Civil de Niterói vai acionar esses alarmes nas comunidades e contará com a ajuda dos Nudecs (Núcleos de Defesa Civil) formado por pessoas da comunidade treinadas, que vão orientar os moradores como proceder", disse.

Comunidade da José Leomil. Foto Axel Grael

Na Jerônimo Afonso. Foto Axel Grael

Comunidade de São José. Foto Axel Grael


Axel explicou que, a partir das informações obtidas pelos pluviômetros, a Defesa Civil municipal vai monitorar a intensidade das chuvas. A partir do momento que verificarem um nível de risco alto, as sirenes serão acionadas, ou por um computador ou por dispositivos manuais.

O equipamento conta com poste, central de comando, sirene e sinaleiras luminosas, que já vão alertar a população sobre o risco antes do alarme ser acionado. Em alguns pontos, serão instalados também pluviômetros.

As sirenes serão instaladas em pontos de Santa Rosa, Charitas, Santa Bárbara, Largo da Batalha, Pé Pequeno, morro do Estado, Beltrão (Santa Rosa), morro do Preventório (Charitas), São Francisco, Maceió, Teixeira de Freitas (Fonseca), morro da Penha (Ponta da Areia) e Tenente Jardim.

Já os pluviômetros serão colocados em localidades como o Bairro de Fátima, Viçoso Jardim, morro do Bonfim (Fonseca), Santa Rosa, Viradouro, Maceió e morro do Preventório. Niterói já conta com um sistema de pluviômetros por meio da parceria entre o municípo e o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) do governo federal.

O vice-prefeito explicou que, ao longo do tempo, serão feitos outros testes, inclusive simulados com as próprias comunidades.

"Os moradores vão saber para onde ir, onde se abrigar, quais as casas que apresentam mais risco. Tudo isso será informado e a população estará preparada para reagir a essas situações", disse.

Fonte: Prefeitura de Niterói

----------------------------------------------

Saiba mais sobre a implantação de sirenes e outras ações da Defesa Civil de Niterói

Geral sobre o trabalho da DEFESA CIVIL DE NITERÓI
Defesa Civil de Niterói: trabalho em várias frentes para fazer de Niterói uma cidade mais segura
Sirenes
Começa a implantação de sirenes de alerta em Niterói
Defesa Civil instala sirenes de alerta em 25 comunidades
Sistema de alerta e sirenes começa a ser implantado em Niterói a partir do dia 15 de setembro
SIRENES - Defesa Civil faz mais um treinamento para as comunidades que terão os sistemas de emergência
Pluviômetros
Município de Niterói recebe primeiros pluviômetros automáticos

Estação Meteorológica
Niterói ganha sua primeira estação meteorológica

Mapeamento de áreas de risco
Prefeitura de Niterói e DRM discutem gestão de encostas de Niterói
DRM e Prefeitura de Niterói promovem Oficina Técnica "Cartografia Geotécnica de Aptidão Urbana"

Vistoria em áreas de risco
Vistoria na comunidade da Boa Vista, Niterói
Vistoria para verificar situações de risco nas encostas de Jurujuba, Niterói

Enchentes
Gestão dos rios de Niterói: a emergência e o "passo a frente"

Contenção de encostas
Prefeitura prepara ‘Pacotão’ de obras para Niterói
Prefeitura iniciará obras de contenção de encostas no Viçoso Jardim e Morro do Holofote
Verba para contenção de encostas em Niterói

Implantação de parques e outras áreas protegidas
Prefeitura de Niterói anuncia PARNIT: áreas de interesse ambiental serão protegidas

Habitação
Prefeito Rodrigo Neves lança programa "Morar Melhor", que vai construir 5 mil moradias em Niterói até 2016
NUDEC´s
Morro do Boa Vista recebe o quinto Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nudec) de Niterói
Defesa Civil de Niterói realiza aula prática com voluntários no Cavalão

Treinamento
Defesa Civil de Niterói promove simulação de emergência em três escolas públicas
I Seminário da Defesa Civil de Niterói reforçou parcerias






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.