terça-feira, 5 de agosto de 2014

UFF inaugura mais dois prédios no Campus Gragoatá


Os edifícios possuem 24 salas de aula, auditório, ambientes multimídia e salas administrativas. Foto: Evelen Gouvêa


Vanessa Lima

Blocos G e H, em São Domingos, vão abrigar as sedes do Instituto de Matemática e Estatística e de Hotelaria e Turismo. Instituição busca colocação entre as três melhores do país

A Universidade Federal Fluminense (UFF) inaugurou na manhã de ontem os blocos G e H, no Campus Gragoatá, em São Domingos, onde serão instaladas as novas sedes do Instituto de Matemática e Estatística e das Faculdades de Turismo e Hotelaria. A abertura dos prédios faz parte de um planejamento de meta da reitoria de colocar a instituição entre as três melhores do país e garantir a qualidade do ensino das carreiras que vêm crescendo significativamente no município. Os cursos que estavam há mais de 10 anos atuando no Campus Valonguinho devem ter o início efetivo das atividades nas novas dependências a partir do primeiro semestre do ano que vem. Ao todo são 11 blocos no Gragoatá, faltando apenas a abertura de um prédio, o F, que vai abrigar o curso de Economia.

Cerca de 60 pessoas, entre alunos, professores e coordenadores, estiveram presentes no evento de abertura dos edifícios que contam com uma superinfraestrutura. Os dois blocos possuem 24 salas de aula, auditório, ambientes multimídia e salas administrativas. A melhoria do espaço físico visa garantir o progresso dos cursos por meio de investimentos nos setores estruturais, pedagógicos e nas áreas de pesquisa e planejamento. A ideia é que o local também atenda alunos de outros cursos que tenham em seu cronograma disciplinas obrigatórias ligadas à matemática, como engenharia, ciências contábeis, administração, etc.

“A iniciativa de aplicação de recursos tem o objetivo de fortalecer o futuro dessas carreiras que têm uma demanda muito grande de alunos e tende a crescer muito mais nas próximas décadas. A equipe de gestão tem planos competentes para a UFF e nossa ambição é que nos próximos quatro anos a universidade seja a melhor do Rio de Janeiro e uma das três primeiras em qualidade de ensino do país. Para isso estamos alicerçando as bases educacionais da instituição através de reformas e professores qualificados”, ressaltou Roberto Salles, reitor da UFF.

Ampliação – O curso de turismo foi criado em 2003 e considerado um dos pioneiros entre as universidades públicas do Estado. Inicialmente ele era gerido pelo Departamento de Contabilidade, mas devido à ampliação da procura de estudantes, hoje seu departamento conta com um corpo docente multidisciplinar, formado por 34 professores, sendo uma pós-doutora, 10 doutores e 23 mestres. Segundo o diretor do curso, o professor Carlos Alberto Soares, o amadurecimento do setor responsável pela graduação abriu as portas para a criação da Faculdade de Hotelaria no ano passado e o acontecimento possibilitou a consolidação de parcerias e projetos.

“A inauguração das unidades representa a importância dos serviços de turismo e hotelaria no mundo. Por isso essa realidade nos permite entender que estamos mais próximos de prover soluções em benefícios da região fluminense. Com o espaço que adquirimos podemos afirmar que nossos estudantes estão em condições de futuramente desenvolver planejamentos a fim de beneficiar a sociedade”, assegurou.

Os docentes dos cursos de Matemática e Estatística, que a mais de 30 anos exercem suas atividades no Campus do Valonguinho, foram favorecidos diretamente com a inauguração da sede. As carreiras que são umas das mais antigas da UFF e recebem um grande número de alunos anualmente enfrentavam problemas de capacidade e conforto nos estúdios onde as aulas eram ministradas. Com a construção dos blocos a partir do ano que vem os alunos serão remanejados para uma área mais ampla, onde estarão a 50 passos da biblioteca do estudante e próximos do refeitório.

O evento contou com a presença do reitor eleito da universidade, Sidney Luiz Melo, do diretor do Instituto de Matemática e Estatística, o professor Celso Costa, e do vice-diretor do Instituto de Matemática e Estatística, Paulo Trales.


Fonte: O Fluminense







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.