sábado, 7 de março de 2015

Mario Mantovani, da SOS Mata Atlântica, visita Niterói para conhecer ações de conservação sendo desenvolvidas na cidade


Axel Grael faz apresentação do programa Niterói Mais Verde e do PARNIT.

Com Axel Grael e Lorainy Gimenes (responsável pelo Parnit), Mario Mantovani visita o Parque Municipal de Niterói - PARNIT e curte o visual da Região Oceânica de Niterói.

Mário Mantovani recebe um exemplar da publicação "A Niterói que queremos".

Visual do Parnit para a Enseada de São Francisco, Baía de Guanabara e o Rio de Janeiro ao fundo.

Ontem, tive o prazer de receber em Niterói o ambientalista Mário Mantovani, dirigente da Fundação SOS Mata Atlântica.

Amigo de militância ambientalista de longa data e um dos mais aguerridos  lutadores da causa da Mata Atlântica, Mário esteve acompanhado de outros importantes nomes do ambientalismo no Rio de Janeiro, Alba Simon e Janete Abraão.

Na pauta do encontro, a experiência proteção de áreas verdes que a atual administração municipal de Niterói desenvolve, com as seguintes ações:
  • Programa Niterói Mais Verde: o programa criou o PARNIT e elevou o percentual de áreas protegidas em Niterói para um total de 43% do território do município, um dos maiores índices de uma cidade em região metropolitana no país.
  • Programa Niterói Sem Queimadas: a Prefeitura estruturou uma ação para prevenir e controlar queimadas.
  • Niterói Resiliente: ações da Prefeitura de Niterói para garantir a segurança geotécnica na cidade e prevenir desastres naturais.
Mário Mantovani mostrou-se muito bem impressionado com o trabalho de Niterói e confirmou o apoio da SOS Mata Atlântica na estruturação do Plano Municipal da Mata Atlântica da cidade, de acordo com o estabelecido pela Lei da Mata Atlântica (Lei Nº 11.428, de dezembro de 2006) e Decreto Nº 6.660, de 21 de novembro de 2008.

Axel Grael






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.