segunda-feira, 9 de março de 2015

São Gonçalo tem 139 pontos de acúmulo de lixo, diz secretário


Damos destaque, a seguir, para a boa iniciativa da Prefeitura de São Gonçalo para melhorar o problema do lixo na cidade.

O lixo nas ruas gera a proliferação de vetores (ratos, baratas, moscas etc) e pode provocar doenças. Com as chuvas, o lixo entope as drenagens os chega aos rios e, por consequência, à Baía de Guanabara. A presença do lixo é uma das principais ameaças à fauna marinha.

Conforme apuramos em Niterói, o acúmulo de lixo nas comunidades tem sido uma das principais origens das queimadas que destroem as áreas verdes da cidade.

Axel Grael


--------------------------------------------------------------------



Placas informam as penalidades para quem jogar lixo na rua (Foto: Divulgação/Girley Oliveira/PMSG)



Ofensiva contra lixo nas ruas em São Gonçalo

Fiscais da operação Cidade Limpa, da Prefeitura de São Gonçalo, estão nas ruas para combater o acúmulo irregular de lixo na cidade. Ontem, eles atuaram na Rua Jaime Figueiredo, conhecida como Rua da Caminhada, no Camarão. No local, os agentes encontraram vários pontos de depósito lixo, que foram retirados.

Os fiscais entregaram uma cartilha educativa que informa um número para a população denunciar pontos de acúmulo de lixo e pedir o recolhimento. O Disque-Denúncia é: 2199-6345.

Placas foram fixadas, informando sobre a lei municipal que prevê aplicação de multa para quem for pego lançando ou depositando lixo, resíduos e objetos em logradouros públicos, rios, e em terrenos.

Fonte: O São Gonçalo



-----------------------------------------------------------------


São Gonçalo tem 139 pontos de acúmulo de lixo, diz secretário

Em uma semana, 435 notificações e três multas por despejo irregular de lixo. Este é o saldo parcial da operação Cidade Limpa, que tem o objetivo de conscientizar a população e fiscalizar o cumprimento do Código de Posturas de São Gonçalo. De acordo com a Lei 017/03, quem descarta lixo de forma irregular está sujeito à notificação e multa, cujo valor médio é de 20 UFISGs (que hoje equivale a R$ 561,60). Três estabelecimentos foram multados nos bairros Venda da Cruz, Pita e Barro Vermelho.
O secretário de Governo, Comunicação e Posturas, Sandro Almeida, reuniu-se com o subsecretário de Infraestrutura e Urbanismo e coordenador dos departamentos de Limpeza e de Iluminação Pública, Pitter Miranda, o subsecretário de Ordenamento Urbano, Marcel Narcizo, fiscais, representantes da empresa de recolhimento de lixo e integrantes da comissão que coordena a campanha. A ideia é que o encontro seja feito semanalmente para avaliar as ações.

“Precisamos analisar se a coleta precisa entrar em determinado local, se precisa ser corrigida ou se é necessária a implantação de um contêiner”, ressaltou Sandro Almeida, explicando que o contêiner é uma caçamba com tampa.

 Alguns moradores reclamam de áreas em que o caminhão não consegue entrar.
“Se a coleta não chega, o morador não vai conviver com lixo na porta da casa dele. Mas ele não pode descer a comunidade para jogar lixo na calçada ou na praça. Por isso, vamos analisar a proposta de colocar na descida da área de difícil acesso um contêiner”, revelou.

 A partir da próxima semana, a coleta ao longo da Avenida Presidente Kennedy e das ruas Nilo Peçanha e Moreira César, no trecho que vai do cemitério São Miguel até o Clube Mauá, será feita somente a partir das 18h. Por conta disso, os estabelecimentos comerciais não devem colocar o lixo na calçada antes desse horário.

Fiscais têm distribuído adesivos e cartilhas no comércio e nas residências com informações sobre a coleta de lixo, informando os dias e horários que o caminhão fará a coleta. A ação está sendo feita em quatro trechos: Alcântara x Centro, Centro x Neves, Covanca x Zé Garoto e Lindo Parque x Alcântara.

“O primeiro passo da ação foi identificar os pontos críticos de acúmulo de lixo em toda a cidade. Levantamos, inicialmente, 319 locais. Boa parte destes pontos está concentrada nos corredores viários e, por isso, vamos focar nesta área. Logo depois, vamos para os demais bairros”, explicou Sandro.

Quem quiser denunciar pontos de acúmulo de lixo e fazer pedido para o recolhimento poderá entrar em contato através do disque-denúncia, através do número 2199-6345, das 10h às 17h.

Fonte: A Tribuna





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.