quinta-feira, 30 de abril de 2015

Ao lado de velha guarda, Lars Grael assume Comissão Nacional de Atletas


Parado há 9 anos, grupo de esportistas formado para auxiliar governo na formulação de políticas públicas é reativado; time conta, principalmente, com ex-atletas olímpicos

O time é de peso. Com a presidência de Lars Grael e participação de referências dos esportes olímpicos e paralímpicos como Gustavo Borges, Hortência, Bernard Rajzman, Emanuel e Clodoaldo Silva, foi reativada após nove anos a Comissão Nacional de Atletas, ligada ao Conselho Nacional do Esporte (CNE), colegiado vinculado ao Ministério do Esporte. Voluntário e não remunerado, o grupo tem como principal objetivo debater e propor políticas públicas, além de funcionar como principal interlocutor entre atletas e governo.




A volta do Conselho foi oficializada nesta segunda-feira, em cerimônia realizada na sede do Ministério do Esporte, em Brasília. Indicado pela pasta para liderar o grupo, Lars foi aclamado presidente em uma eleição simbólica realizada pelos integrantes e em seguida empossado pelo ministro George Hilton. Ao todo, são 22 integrantes entre atletas em atividade e, principalmente, ex-atletas olímpicos e paralímpicos.

- Estamos aqui de forma absolutamente apartidária, para trazer contribuições e ideias de vários atletas para o Ministério do Esporte e o Conselho Nacional de Esporte. Na nossa máquina calculadora, só temos o botão de somar - afirmou Lars Grael durante seu discurso de posse.

Esta será a segunda passagem do velejador pela presidência da Comissão, posto que ocupou entre 2003 e 2005. Criado em 1999, o grupo teve atuação importante no início dos anos 2000 no desenvolvimento de projetos como a Lei de Incentivo ao Esporte e o Bolsa Atleta. Porém, acabou entrando em processo de desativação em 2006, ano da última reunião.




- É uma voz representativa dos atletas, que garante uma gestão participativa, algo que o Ministério precisa (...) A democratização do esporte continua sendo a nossa bandeira, o engajamento na questão do doping, além da importante questão do legado olímpico e paralímpico. Os Jogos do Rio vão terminar e não podem ser apenas um sonho de verão. Temos que pensar no dia seguinte das Olimpíadas. Onde queremos chegar, que rumos vamos tomar, quais as nossas metas para o esporte brasileiro de base e a relação disso com o alto rendimento - completou Lars.

Este ano, uma das principais missões da Comissão Nacional de Atletas será participar das discussões do Sistema Nacional do Esporte. Em fase de elaboração pelo Ministério do Esporte, o projeto deve definir fontes de financiamento e as responsabilidades da União, dos estados e municípios com a formação de atletas e o desenvolvimento do esporte de alto rendimento.

- Já atribuindo funções ao Conselho, quero pedir que nos ajudem no grupo de trabalho que está discutindo o Sistema Nacional do Esporte, para que o projeto contemple os anseios de todos os atletas que lutaram para que esse país avance. Queremos tornar o esporte um tema acolhido pelo Estado brasileiro, presente na escola, na juventude, na formação dos nossos cidadãos. A grande tarefa do Conselho será atuar como protagonista no sistema, para que juntos possamos marcar o gol mais bonito do esporte do Brasil - afirmou o ministro do Esporte, George Hilton.

Participação de ex-atletas e renovação
 
Participante das primeiras formações da Comissão de Atletas e também presente nesta segunda fase, Hortência acredita que o momento é não apenas de desenvolver novos programas, mas principalmente de buscar melhorias nos mecanismos já desenvolvidos de apoio ao esporte.
- Vamos estudar como vai ser a participação no Sistema Nacional do Esporte, como vai ser a nossa ajuda nesse projeto, que acho que vai ser a coisa mais importante trabalhada pelo Ministério. Mas nossa preocupação não é a parte financeira, e sim utilizar o que já temos e fazer isso funcionar. Temos que aperfeiçoar o sistema. Não temos que buscar novas leis, mas melhorar o que já foi conquistado.

A medalhista olímpica do basquete também comentou a participação majoritária de ex-atletas. Segundo Hortência, os esportistas que ainda estão em atividade acabam não tendo condições de se dedicar ao conselho por conta das competições e acabam sendo representados pelos que já encerraram a carreira. No entanto, afirmou que o objetivo é dar voz a todos.

- Acho que o foco do atleta de alto rendimento agora é outro. O nosso, não. Quando se está em atividade, fica difícil participar. Depois, quando vai chegando ao fim da carreira, começa a fazer a transição para ex-atleta e aí sim pode trabalhar mais efetivamente. Mas temos que ouvir os atletas que ainda estão em atividade, o que eles têm a reclamar, porque vivem o dia a dia.

De acordo com Lars Grael, a formação deste primeiro grupo foi feita com base em indicações do Ministério, do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e da ONG Atletas pelo Brasil, uma das principais entidades de representação de esportistas do país. Porém, a ideia é que a renovação seja constante.

- Acho importante que a comissão seja transitória. Não podemos ter um mesmo grupo sempre influenciando. Resgatar a comissão foi importante, mas o quanto antes temos também que garantir a renovação para que outras pessoas tragam outros pontos de vista - afirmou Lars.

Lista de membros da comissão nacional de atletas
 
Lars Grael (presidente) - medalhista olímpico da vela
Anderson Lopes - medalhista paralímpico do atletismo
Antonio Delfino de Souza - medalhista paralímpico no atletismo
Bernard Rajzman - medalhista olímpico do vôlei
Bruno Souza - atleta olímpico do handebol
Cláudia Cícero - medalhista paralímpica do remo
Clodoaldo Silva - medalhista paralímpico da natação
Emanuel Rego - medalhista olímpico do vôlei de praia
Guilherme Giovannoni - atleta olímpico do basquete
Gustavo Borges - medalhista olímpico da natação
Hortência - medalhista olímpica do basquete
Ida Alvares - medalhista olímpica do vôlei
João Derly - campeão mundial de judô
Luiza Parente - medalhista pan-americana da ginástica artística
Mizael Conrado - medalhista paralímpico do futebol de cegos
Mosiah Brentano Rodrigues - atleta olímpico da ginástica
Nelson (Neco) Aerts - ex-atleta profissional de tênis
Patrícia Medrado - ex-atleta e técnica de tênis
Ricardo Vidal - ex-atleta e técnico de atletismo
Rico de Souza - surfista
Sebastian Cuattrin - atleta olímpico da canoagem
Simone Camargo - atleta paralímpica do atletismo e goalball


Fonte: Globo Esporte






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.