quarta-feira, 29 de abril de 2015

Pista olímpica de ciclismo BMX em Niterói até fim do ano




Ministério dos Esportes confirma que serão investidos R$ 891 mil para as obras e o local, Avenida Presidente Craveiro Lopes, no Barreto, tem 22 mil metros quadrados

A cidade de Niterói deve receber, pelo menos até o fim do ano, uma pista de ciclismo BMX - esporte praticado com bicicletas especiais- para servir como área de adaptação dos atletas que virão disputar as Olimpíadas do Rio 2016. O local escolhido, na Avenida Presidente Craveiro Lopes, no Barreto, tem 22 mil metros quadrados e foi cedido pelo Governo do Estado, segundo publicação de despacho no Diário Oficial na última segunda-feira (27). De acordo com o Ministério dos Esportes, serão investidos R$ 891 mil para as obras, que devem iniciar ainda no primeiro semestre. BMX é um esporte praticado com bicicletas especiais, uma espécie de corrida em pistas de terra.

A Prefeitura de Niterói ficará responsável pela execução e já recebeu da CBC um modelo da pista que será construída com padões olímpicos. O Complexo de Deodoro, no Rio, será o palco principal dos Jogos de 2016, mas a pista de Niterói servirá como adaptação para os atletas.

Histórico - Criado nos anos 60, onde crianças imitavam seus ídolos do motocross, o esporte tomou forma nos anos 70 e nas olimpíadas de Pequim, em 2008, ganhou força. A primeira pista no Brasil foi no Guarujá, no litoral paulista, em agosto de 1978. Mais tarde, em 1979 foi construída uma pista na Marginal Pinheiros, em São Paulo, próximo à Ponte da Avenida Cidade Jardim. O local contava com obstáculos, curvas e um poço de lama e os pilotos utilizavam bicicletas e equipamentos fornecidos pela Monark, que era a proprietária do local.

Fonte: O Fluminense






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.