terça-feira, 15 de setembro de 2015

NITERÓI MAIS VERDE: Revitalizado, Horto do Fonseca, em Niterói, atrai 11 mil pessoas por semana


Na natureza. Washington Luiz dos Santos e Sherly do Valle gostam de passar os domingos em volta do lago - Leo Martins / Agência O Globo


Reinaugurada em agosto, área de lazer volta a ser elogiada por frequentadores

por Marco Stamm 

RIO — Ele é “velhinho”: foi inaugurado em 1903. Tem um nome que poucos conhecem, Jardim Botânico de Niterói, e um apelido consagrado por toda a população: o Horto do Fonseca qualquer morador minimamente atento sabe onde fica. O que nem todos sabem é que o parque foi parcialmente municipalizado. Revitalizado e reinaugurado em agosto, virou um dos principais destinos de quem busca lazer na cidade.

De acordo com o secretário Regional do Fonseca, Leonardo Reis, atualmente o Horto recebe, em média, 11 mil pessoas por semana. Por décadas, num período sombrio, quando eram registrados assaltos frequentes, e o local servia de esconderijo para usuários de drogas e de descarte de animais moribundos, a média semanal era de quatro mil visitantes.

CIA. DESTACADA TRAZ SEGURANÇA

A revitalização incluiu uma série de melhorias, como a construção de um palco para shows, reforma da área de lazer, implantação de aparelhos para ginástica, de bicicletário, reforma da quadra poliesportiva, instalação de brinquedos para crianças, construção de um espaço para cães e manutenção das trilhas de caminhada. Foi criado um calendário com atividades regulares, como o projeto Gugu, shows de música e teatro e feira de artesanato.

Os órgãos de segurança também estão presentes diariamente, já que foi implantada uma Companhia Destacada da Polícia Militar no parque, onde a Guarda Municipal tem sede.

— Voltei a frequentar depois da reinauguração porque a polícia e a guarda estão aqui todos os dias — afirma Maria Angélica Rosa, que mora no Fonseca há 20 anos.

As mudanças também atraíram de volta ao Horto o casal Washington Luiz dos Santos e Sherly do Valle. Moradores do Fonseca, eles gostam de caminhar ao redor do lago e de alimentar os peixes aos domingos.

— É uma terapia e uma interação social, pois aqui se reúnem várias pessoas, inclusive para piqueniques e festas de aniversário, e isso estimula a frequência — diz Washington.

Adilson dos Santos, avô de Davi, de 3 anos, pega a bicicleta do neto e o leva, semanalmente, para brincar no parque.

— Esta é praticamente a única área de lazer que temos na região — afirma Adilson.

A intenção da administração é ampliar o leque de atividades no Horto. A previsão é que, até o fim do ano, seja inaugurado o skate park, e, já na próxima semana, concluído um cronograma de horários com as escolinhas de esportes que serão implantadas.

Fonte: O Globo Niterói






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.