quarta-feira, 16 de setembro de 2015

GESTÃO DE ÁREAS PROTEGIDAS - Organizações sociais vão poder atuar na gestão ambiental dos parques estaduais, decide Alerj



Maciço da Pedra Branca: parques serão geridos por OSs - Pedro Teixeira / Agência O Globo (30/03/2015)


Ideia é aumentar número de visitantes. Projeto aprovado nesta terça-feira, no entanto, veda participação de OSs na fiscalização

por

RIO — Modelo de administração já aplicado na saúde pública, as organizações sociais (OSs) vão poder atuar na gestão ambiental dos parques estaduais. Deputados aprovaram nesta terça-feira na Alerj um projeto do governador Luiz Fernando Pezão, permitindo a entidades jurídicas de direito privado sem fins lucrativos (as OSs) que assumam alguns serviços em unidades de conservação. A proposta, no entanto, veda a participação das organizações em atividades de fiscalização ambiental.

Segundo o secretário do Ambiente, André Corrêa, as OSs podem contribuir para criar atrativos em parques estaduais com menos visibilidade, como o do Desengano (a mais antiga unidade de conservação, no Norte Fluminense) e o da Serra da Concórdia, em Valença, no Sul Fluminense. Corrêa explicou que uma das possibilidades é repassar a uma OS as atividades do laboratório de análises do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), na Barra. A agenda da concessão, diz o secretário, ainda depende de estudos que estão sendo feitos por três consultorias:

— Vamos construir um novo modelo de gestão e usar a criatividade. Perdi quase 40% do meu orçamento por causa da queda do preço do barril do petróleo. Nos parques, a ideia é buscar parcerias para atuar naqueles com menos atrativos.

Para o deputado Carlos Minc (PT), a proposta abre caminho para o aumento da visitação nos parques, pois as OSs devem desenvolver o ecoturismo e explorar atividades comerciais. Minc incluiu emendas no projeto para impedir que os chefes dos parques sejam substituídos por gestores das entidades, além de vedar a participação de organizações com menos de dois anos de atuação na área ambiental.


Fonte: O Globo


--------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

GESTÃO DE ÁREAS PROTEGIDAS

PARQUES - Pequenas áreas verdes são importantes, mas cidades precisam de grandes parques
PARQUES - GESTÃO: Lei que autoriza cobrança de ‘pedágio verde’ na Ilha Grande é aprovada
CAPACIDADE DE SUPORTE: Para conter visitação, governo estuda cobrar entrada na Ilha Grande a partir de 2016


ÁREAS PROTEGIDAS EM NITERÓI

Prefeitura inicia obras de revitalização da Ponte da Boa Viagem
NITERÓI MAIS VERDE: Revitalizado, Horto do Fonseca, em Niterói, atrai 11 mil pessoas por semana
PROTEÇÃO ÀS ÁREAS VERDES E SÍTIOS HISTÓRICOS DE NITERÓI - Parque das Águas, em Niterói, será reaberto no ano que vem com restaurante e shows de música
NITERÓI MAIS VERDE - Visita ao Morro do Castro, no Barreto, para planejar a implantação de áreas protegidas na Zona Norte da cidade
PRO-SUSTENTÁVEL MAIS PERTO: Prefeito de Niterói tem reunião com os secretários da Receita Federal e Tesouro Nacional em Brasília
Prefeitura de Niterói publica decreto criando Núcleo Ambiental na Praia do Sossego, em Piratininga
Infraestrutura nas trilhas do PARNIT vai promover esportes, turismo e dar mais segurança aos usuários
Mario Mantovani, da SOS Mata Atlântica, visita Niterói para conhecer ações de conservação sendo desenvolvidas na cidade
NITERÓI MAIS VERDE - PARNIT ganhou reconhecimento e destaque em revista especializada dos EUA
PARNIT - Prefeitura de Niterói mapeia dez trilhas ao redor do Parque da Cidade
Niterói + Verde e PARNIT: Decreto cria 22,5 milhões de metros quadrados de áreas protegidas na cidade
DIA HISTÓRICO EM NITERÓI: Foi publicado hoje o Decreto 11.744, que instituiu o PARNIT
PARNIT - Niterói cria parques para proteger áreas verdes de problemas como deslizamentos e queimadas
PARNIT - Prefeito Rodrigo Neves assina na quarta feira o decreto de criação do Programa Niterói + Verde
Niterói entra na rota do turismo do Rio de Janeiro
PARNIT e o ICMS Ecológico
Prefeitura de Niterói anuncia PARNIT: áreas de interesse ambiental serão protegidas
Parque da Cidade receberá 10 mil mudas em projeto de reflorestamento
Construindo uma parceria Prefeitura de Niterói / INEA: gestão de parques, cultura e esportes
Parque da Cidade ganha reforma para atrair turistas em Niterói
'Niterói mais verde' será criado para proteger o meio ambiente
Prefeitura de Niterói anuncia PARNIT: áreas de interesse ambiental serão protegidas
Mudanças à vista: Parque da Cidade vai passar por reformas
Ampliação do Parque da Serra da Tiririca com a incorporação da Darcy Ribeiro é uma vitória dos ambientalistas
Parques em Niterói: Rodrigo e Grael lançam manifesto "Niterói Cidade Mais Verde e Sustentável"
PROGRAMA REGIÃO OCEÂNICA SUSTENTÁVEL: Missão do Banco Latino Americano de Desenvolvimento visita Niterói para aprovar financiamento de R$ 250 milhões

OUTRAS POSTAGENS DE INTERESSE

BIODIVERSIDADE - Espécies da flora endêmica ameaçadas do RJ terão plano para conservação
MORRO DO MORCEGO: Aventura em 360º na Zona Sul de Niterói
COMBATE AO TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES - Setenta pássaros apreendidos pela SEA são soltos em Niterói
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS - Niterói forma primeira turma do curso de Defesa Civil contra queimadas em vegetação
Governo do Estado avança na elaboração do Zoneamento Ecológico Econômico do Rio de Janeiro
Morros de Niterói recebem cinco mil mudas, e prefeitura promete plantar mais 11 mil em um ano
How Do You Create A Successful Urban Park?
LEUCENA: UMA ALIADA QUE SE TORNOU VILÃ
O colapso dos grandes herbívoros
ESSEN, NA ALEMANHA, ELEITA A CAPITAL VERDE DA EUROPA. O que torna uma cidade sustentável?







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.