quinta-feira, 25 de maio de 2017

Mapa Estratégico do Comércio em pauta



Objetivo do encontro é fazer um balanço do cenário do comércio no município e criar propostas para o crescimento sustentável do setor, no período de 2015 a 2020. Foto: Douglas Macedo



Vinicius Rodrigues

Sistema Fecomércio e sindicatos discutem os desafios para o setor


“Não existe progresso sem ordem”, foram com essas palavras que o ex-secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro José Mariano Beltrame deu a tônica do primeiro dia do Encontro Regional do Mapa Estratégico do Comércio, em Niterói. O objetivo do encontro, que aconteceu nesta quinta-feira (25) e vai até esta sexta (26), no H Niterói, é fazer um balanço do cenário do comércio no município e criar propostas para o crescimento sustentável do setor, no período de 2015 a 2020.

A fala do Beltrame, que hoje é consultor de Segurança Pública, foi ao encontro do tema “Desafios para as Cidades (Inteligentes e Sustentáveis)”. Para o especialista, os gestores executivos costumam errar ao não se planejarem para o desenvolvimento das cidades.

“O Brasil não aprendeu a planejar a curto, médio e longo prazo. Não há sequência de governabilidade porque muda o planejador. Por isso temos visto tanta desordem”, criticou.

Para o urbanista Washington Fajardo, que também abordou o tema, Niterói tem melhorado em dois fatores considerados primordiais na visão dele: amplitude, que versa sobre demografia, e velocidade na resolução dos problemas a respeito do crescimento.

“Patrimônio cultural de uma cidade é agenciar o tempo para que gerações futuras usufruam do que estamos deixando hoje. Temos que ter conexão entre os bairros de uma cidade. Isso melhora o funcionamento do comércio e traz investimento no setor”, analisou.

"Niterói tem melhorado em dois fatores considerados primordiais na visão dele: amplitude, que versa sobre demografia, e velocidade na resolução dos problemas a respeito do crescimento". Washington Fajardo

No encontro desta quinta e sexta, os palestrantes e especialistas farão um grupo de trabalho responsável por elaborar propostas personalizadas de acordo com as vocações regionais fluminenses, identificando similaridades e diferenças entre as economias dos municípios. Esse trabalho será realizado nos dois dias do Mapa e fará parte de uma proposta que será encaminhada ao Poder Público.

Participaram do encontro, idealizado pelo Sistema Fecomércio, os representantes do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Niterói (Sindilojas), Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Niterói (Sindigêneros), Sindicato do Comércio Varejista de Carnes Frescas (Sindicarnes), Sindicato do Comércio Varejista dos Produtos Farmacêuticos (Sincofarma), Sindicato dos Salões de Barbeiros e Cabeleireiros de Niterói (Sindsalões) e Sindicato dos Condomínios Comerciais, Residenciais e Mistos de Niterói e São Gonçalo (Sindcond).

Nesta sexta-feira (25), a partir das 9h30 e até 16h30, as palestras e painéis terão como tema central a desburocratização e incentivo para as empresas.

Fonte: O Fluminense








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.