domingo, 25 de junho de 2017

Chuva: Niterói retira 150 toneladas das ruas



Funcionários da prefeitura de Niterói fazem obra de contenção no Caramujo. Foto: Leonardo Simplício/Prefeitura de Niterói


Clin alerta que boa parte do lixo foi descartado irregularmente

No temporal que caiu essa semana, mais de 150 toneladas de lixo e lama foram removidas pela Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) em diversos bairros. Em dias normais de limpeza, o órgão recolhe diariamente uma média de 565 toneladas de resíduos domiciliares e 200 toneladas na varrição, incluindo as de podas de árvores.

Boa parte do lixo removido após as chuvas são resíduos descartados irregularmente e principalmente colocado para recolhimento antes do horário de coleta. Com o intuito de coibir esse tipo de irregularidade, a Clin intensificou as ações de conscientização e fiscalização. Nos últimos 12 meses, 1.293 notificações foram emitidas e 206 pessoas autuadas.

Além de trabalhos educativos porta a porta, a campanha “Recicla Niterói”, que tem como objetivo estimular a participação na coleta seletiva, vem, desde 2015, rodando todos os bairros para recebimento de material. Já foram arrecadados mais de duas toneladas de recicláveis.

A Clin investe também em ações diárias, que visam evitar transtornos aos moradores da cidade. Apesar de todo o município ser atendido pela coleta domiciliar, que é realizada em dias e horários fixos, caminhões chamados de “repasse” rodam toda a cidade para recolher resíduos descartados irregularmente.

A população de Niterói pode contribuir com o município nos dias de chuva forte, como ocorreu na última semana, auxiliando os órgãos municipais na prevenção ou para dar respostas rápidas nesses casos.

Entre as ações que os moradores podem desempenhar, a busca de informação é uma das mais importantes, porque pode salvar vidas. Ao se cadastrar no site da Defesa Civil Municipal, o niteroiense passa a receber mensagens enviadas por celular, via SMS, que fazem referência à tomada de atitudes preventivas e emergenciais nos casos de iminência de desastres.

“Para receber as mensagens de SMS, os moradores devem se cadastrar, acessando o site da Defesa Civil de Niterói (www.defesacivil.niteroi.rj.gov.br). Essa é uma iniciativa que pode ser fundamental para a evacuação de famílias de uma área de risco, por exemplo”, explica o subsecretário de Defesa Civil, Walace Medeiros.

Contribuição – Quem mora em comunidades de Niterói pode contribuir com os Núcleos de Defesa Civil nas Comunidades (Nudecs), que são 44 ao todo. Esses núcleos são formados por voluntários que vivem nos locais onde atuam. Em casos de fortes chuvas, os moradores dessas áreas podem ajudar seguindo as orientações das equipes de sair das casas e ir para o ponto de apoio.

“As equipes dos Nudecs multiplicam os conceitos de prevenção nos locais onde residem, além de apoiarem as ações emergenciais da Defesa Civil em caso de chuvas intensas. A contribuição desses voluntários tem sido de grande importância não somente nos dias de chuva fortes, mas também na orientação dos vizinhos com relação às ações de prevenção”, afirma o subsecretário.

Em setembro de 2016, a Prefeitura de Niterói assumiu a manutenção do sistema após o governo estadual informar que não poderia mais arcar com os custos do serviço. Em cada comunidade onde há sirene, as rotas de fuga foram sinalizadas para facilitar o acesso dos moradores a locais seguros.

Fonte: O Fluminense








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.