domingo, 25 de junho de 2017

SANEAMENTO EM NITERÓI: ‘Se liga’ notifica mais 941 residências



Equipes da Águas de Niterói realizaram a ligação das casas à rede de esgoto. Foto: Evelen Gouvea


Pamella Souza

Destas, 851 já regularizaram a ligação à rede coletora de esgoto em Pendotiba. Operação ainda segue na região

Das 941 residências notificadas pelo Projeto Se Liga, faltam apenas 90 se conectarem à rede de esgoto na região de Pendotiba. Esse é o resultado da ação de conscientização feita pela Águas de Niterói e Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Do total de casas visitadas, 851 já atenderam as orientações dos órgãos e estão se regularizando.

"Das 941 residências notificadas pelo Projeto Se Liga, faltam apenas 90 se conectarem à rede de esgoto na região de Pendotiba".

Há quase um mês, o projeto avançou para Pendotiba, começando pelo bairro de Maria Paula. Segundo a Superintendência Regional da Baía de Guanabara, com isso, 280.830 mil litros de esgoto deixaram de ser despejados irregularmente nas lagoas da Região Oceânica de Niterói diariamente.

"... 280.830 mil litros de esgoto deixaram de ser despejados irregularmente nas lagoas da Região Oceânica de Niterói diariamente".

O programa consiste em eliminar as ligações clandestinas de esgoto na cidade de Niterói. Para isso, equipes da Águas e do Inea, em conjunto, visitam os locais previamente identificados com irregularidades.

Além da notificação, todo um trabalho de conscientização é feito de porta em porta, ressaltando a importância de preservar o meio ambiente. Muitos imóveis ainda despejam o esgoto de modo irregular, em fossas sépticas, filtros, sumidouros e conexões diretas à rede pluvial. Isso pode, ainda, lançar os dejetos diretamente em mares, rios e lagoas niteroienses, prejudicando a balneabilidade. Esse é um dos principais causadores da poluição do complexo de Itaipu, por exemplo.

Após essa etapa, é dado um prazo de 60 dias para o proprietário cumprir as exigências para realizar a devida ligação de esgoto. Dessa forma, os efluentes deixam de ser despejados no solo para, assim, ser tratado corretamente nas estações de tratamento do município.

O trabalho é essencial para chegar à universalização do esgoto, alcançando 100% dos efluentes tratados. A meta também vai ser batida através da construção de mais duas estações na região de Pendotiba: Badu e Sapê. Hoje, 90% do efluente coletado em Niterói é tratado pelo sistema de esgoto, através de oito estações existentes, a mais recente inaugurada em Maria Paula, onde o Se Liga atua agora.

De acordo com a Superintendência Regional do Inea, a interligação correta à rede de saneamento ocorre de maneira simples. Quando acontece ao contrário, há a necessidade de obras e, para isso, o projeto é feito de forma planejada.

Fonte: O Fluminense







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.