terça-feira, 28 de junho de 2011

Projeto Grael participará dos Jogos Mundiais Militares cooperando com a limpeza da Baía de Guanabara

Os Jogos Mundiais Militares e a Família Grael

Os V Jogos Mundias Militares, que serão realizados no Rio de Janeiro de 16 a 24 de julho, é o primeiro dos grandes eventos esportivos que a cidade abrigará até os Jogos Olímpicos de 2016.

E a família Grael tem motivos especiais para comemorar e ver o evento com muito orgulho. O primeiro motivo é que Martine Grael, filha de Torben e Andrea Grael, será uma das velejadoras da equipe brasileira de vela militar. O outro motivo é que nosso pai, Dickson Grael, foi atleta e um dos grandes incentivadores do esporte militar, tendo presidido a Comissão Desportiva Militar do Brasil-CDMB, e ocupado o cargo de Secretário Geral do CISM-Conselho Internacional do Esporte Militar, organização com sede em Bruxelas, na Bélgica e que congrega 133 países membros.

Lars Grael, por sua vez, é o “padrinho” das competições de Vela indicado pela CDMB e possuidor da Medalha do Mérito do CISM no Grau de Grão Cavaleiro e Medalha do Mérito do Desporto Militar conferida pelo Ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Outro motivo de orgulho é poder também cooperar com os V Jogos Mundiais Militares atendendo ao convite dos organizadores para que a embarcação "Águas Limpas", operada pelo Projeto Grael e tripulada por ex-alunos da nossa organização, participe das atividades relacionadas às provas de Vela, atuando na limpeza da Baía de Guanabara.

O ideal é que o trabalho de retirada do lixo flutuante na Baía de Guanabara não fosse necessário e que a poluição que mancha o seu belo cenário não tivesse os elevados índices que apresenta. Mas, diante da realidade, os trabalhos a serem desenvolvidos pelas tripulações do Projeto Grael (''Aguas Limpas) e da Brissoneau (''Acqua) serão indispensáveis para garantir a qualidade das provas e a reputação do Rio de Janeiro que precisa atrair outros eventos náuticos até os Jogos de 2016.

É bom lembrar que a despoluição da Baía de Guanabara foi uma das promessas da vitoriosa candidatura do Rio de Janeiro para sediar os Jogos de 2016.

A esperança de ver a Baía limpa continua viva.

Axel Grael
-----------------------------------

Embarcação "Águas Limpas", operada por ex-alunos do Projeto Grael, colaborará com os Jogos Mundias Militares evitando que o lixo flutuante na Baía de Guanabara atrapalhe as provas de vela.

Embarcação "Acqua", recém lançada ao mar e fabricada pela Brissoneau no Estaleiro Cassinu, será uma importante aliada na limpeza da Baía de Guanabara.

Baía de Guanabara passará por processo de limpeza para os JMM
Escrito por Marcia Magalhães
Seg, 27 de Junho de 2011 11:21

A partir do dia 1º de julho a Baía de Guanabara passará por um processo de limpeza e manutenção do espelho d’ água na região da raia onde serão disputadas as provas de Vela. A limpeza será feita pela barca da Empresa BRISSONEAU – Projeto ACQUA e pela barca do Projeto Grael (Instituto Rumo Náutico) – ÁGUAS LIMPAS.

Saiba mais sobre a modalidade Vela que será disputada na Baía de Guanabara

Criadas especialmente para esse fim serão utilizadas até o final do mês de julho, visando deixar a Baía em condições adequadas para as praticas esportivas durante os Jogos Mundiais Militares. A iniciativa foi possível graças ao investimento da concessionária Águas de Niterói, em parceria com o Ministério Público do Rio de Janeiro e o Projeto Grael.

O Projeto Acqua utiliza uma embarcação inovadora desenvolvida a partir de novos conceitos de sustentabilidade, aplicados ao recolhimento de resíduos sólidos flutuantes, macrófitas e no emprego emergencial em eventuais acidentes com derramamento de hidrocarboneto. A embarcação “Águas Limpas” tem a função operacional de recolher o lixo flutuante – sólido e líquido – da Baía de Guanabara.

Importada da França, é feita de alumínio e possui uma caçamba basculante que realiza um peneiramento das camadas superficiais da baía. Os resíduos sólidos são armazenados em um contêiner com capacidade para 500 kg. Já o óleo flutuante é depositado em uma caixa separadora, com capacidade para mil litros. Além das barcas, a limpeza terá a parceria da COMLURB que irá recolher os resíduos e encaminhar para a reciclagem – completando o processo de sustentabilidade do Ambiente.

Essa iniciativa é única na Baía de Guanabara e será utilizada nos 5º Jogos Mundiais Militares sem ônus para a Escola Naval e para o CPO - Comitê de Planejamento Operacional.

Fonte: site dos V Jogos Mundiais Militares
Assista ao vídeo com o treino da equipe brasileira de vela militar, classe HPE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.