domingo, 3 de julho de 2011

Itamar e Paulo Renato: Lars Grael lamenta as perdas

Itamar Franco, mais que um presidente, um brasileiro digno.

2/7/2011 21:13:28

Com profundo pesar pela passagem do Presidente, Governador e Senador Itamar Franco, faço uma análise pela minha ótica simplória.

Político ético e habilidoso, Itamar deixa marca indelével na redemocratização do Brasil.

Sua trajetória nem sempre foi compreendida por todos. Meu amigo (companheiro da minha mãe Ingrid), o jornalista Evandro Paranaguá era admirador e fervoroso defensor do último Presidente das Minas Gerais.

Itamar assumiu a Presidência numa das mais graves crises institucionais da República. Recuperou a dignidade do governo e do serviço público, e pôs fim ainda, ao fantasma da inflação, ao implantar com seu Ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso, o Plano Real que gerou a estabilidade e prosperidade econômica ao nosso país.

Em 2001 já como Governador de MG, Itamar tinha uma frágil relação com o Governo Federal. Neste momento, o então Ministério do Esporte e Turismo do ministro mineiro Carlos Melles, lançou no Palácio da Liberdade o Programa Esporte na Escola. Eu era o Secretário Nacional de Esportes e mentor do programa, mas apenas um coadjuvante numa cerimônia com o ex-Presidente, senadores e deputados.

Cheguei tarde em Belo Horizonte oriundo de um vôo atrasado de Brasília. Para minha surpresa o cerimonial avisou que o Governador Itamar não começaria a cerimônia sem minha presença. Levantou-se para me abraçar e disse num abraço afetivo: "...não começaria a cerimônia sem sua presença. Por minha admiração por você e pela minha amizade pelo Coronel Dickson" (meu pai).

Itamar quase caía no esquecimento quando Aécio Neves emprestou seu prestígio político em MG para trazer como dobrada de candidatura, o Presidente Itamar Franco de volta ao Senado Federal.

Já em sua doença desde maio, hipotequei minha solidariedade ao digno Senador do PPS. Dona Ruth Hargreaves respondeu-me quanto a felicidade dele de ler minhas palavras e disse que ele precisaria do meu depoimento e exemplo na sua recuperação.

Hoje após o seu aniversário de 81 anos e 17 anos do Plano Real, Itamar Franco faleceu deixando um exemplo de dignidade, espírito patriótico e coerência democrática.

O Presidente mais bem sucedido, quando o Brasil mais precisou.

Mirem no seu exemplo.

Lars Grael

--------------------------------------------------------

Paulo Renato, um grande brasileiro.

26/6/2011 21:54:22

Somam-se a todas as manifestações feitas em homenagem ao Ex-Ministro e meu amigo Paulo Renato, a minha homenagem pela ótica do esporte.

Minha primeira competição de relevância nacional, foram os JEB´s (Jogos Estudantis Brasileiros). Esportes como Vela e Hipismo, já participaram dos JEB´s, acreditam?

Na edição de 1974 em Campinas, representamos a equipe do Distrito Federal na Vela na classe Pinguim. Torben como timoneiro do Mario Ramos, e eu, como proeiro do meu outro irmão Axel.

Pois bem, o Brasil ficou 8 anos sem promover uma competição estudantil nacional, fato que trouxe grande prejuizo a educação e ao esporte brasileiro.

No dia 31 de dezembro de 2000, numa cerimônia dos 500 anos do Brasil na Escola Naval, o então Ministro da Educação Paulo Renato, veio ao meu encontro e disse que era momento deste resgate histórico e a necessidade de voltar com os JEB´s sob um novo formato. Nesta conversa, participou ainda o então Ministro do Esporte e Turismo Rafael Grecca e o Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman. Nascia então as Olimpíadas Colegiais, rebatizada na era Lula de Olimpíadas Escolares.

Paulo Renato trouxe o debate para dentro do MEC e envolveu além do seu ministério e do Esporte, as secretarias estaduais de educação (CONSEDE), e as municipais (UNDIME).

Dentro destas premissas, o Ministro Carlos Melles, concebeu comigo e nossa equipe, o Programa Esporte na Escola que fundido ao Programa Esporte Solidário, gerou o atual Programa Segundo Tempo.

A este grande brasileiro Paulo Renato, o Esporte deve esta homenagem e reconhecimento.

Lars Grael

(Lars Grael foi Diretor do INDESP do Ministério do Esporte e Turismo de 1999 a 2000 e Secretário Nacional dos Esportes de 2001 a 2002).

Fonte: Site do Lars Grael

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.