domingo, 19 de maio de 2013

Projeto Cadeiras na Quadra passa a ter treinos na Concha Acústica de Niterói





----------------------------

Atletas passam a treinar tenis com cadeiras de rodas na quadra da Concha Acústica, no Centro de Niterói. Foto Guto Maia.

Parceria com a Prefeitura viabiliza novo espaço para a prática de tênis adaptado

Um jogo amistoso marcou, na manhã deste sábado, na Concha Acústica de Niterói, a nova Etapa do projeto Cadeiras na Quadra, onde jovens cadeirantes com idades entre 6 e 18 anos aprendem a jogar tênis adaptado como forma de inclusão social. A partida inaugurou ainda a nova parceria entre o projeto e a Secretaria Municipal de Esportes, que disponibilizou a quadra da Concha Acústica para que o projeto atenda a população. No evento ainda foi recebida a doação de quatro cadeiras de rodas próprias para a prática do jogo.

O vice-prefeito Axel Grael compareceu ao evento e jogou tênis com José Carlos Morais, um dos maiores atletas de tênis adaptado do Brasil. “É uma oportunidade extraordinária para os nossos atletas de tênis adaptado e é papel do poder público fornecer esse acesso ao esporte. Isso também põe em evidência a questão da inclusão desses jovens, tirando eles de dentro de casa e colocando na prática de algum esporte”, afirmou Grael.

José Carlos Morais, o precursor do tênis em cadeira de rodas no Brasil, na década de 1980, e coordenador do projeto Cadeiras na Quadra, acredita que o novo espaço dará mais visibilidade ao projeto. “Nossos treinos aqui vão ficar em uma região mais central, de fácil acesso, mas vamos continuar com as nossas atividades em Rio do Ouro”, afirmou.

O secretário de Esportes, Marcelo Ferreira, destacou a parceria. “Recebemos de empresas privadas e de parceiros do projeto a doação de quatro cadeiras que são feitas exclusivamente para a prática do tênis adaptado. Isso proporciona uma inclusão dos cadeirantes e fomenta o esporte na cidade. Quem sabe um deles será medalhista nas Paralimpíadas de 2016?”, disse o secretário.


Fonte: O Fluminense
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.