domingo, 3 de agosto de 2014

Rio Yacht Club é avaliado esta semana pelo COB como base da seleção para os Jogos de 2016

 
Prata da casa. O medalhista olímpico Clínio Freitas, um veterano, começou sua trajetória na vela no Rio Yacht Club, em São Francisco: “A turma toda conhece” - Gustavo Stephan / Fotos de Gustavo Stephan

O clube de Niterói já viu seus atletas darem ao Brasil oito medalhas olímpicas

Igor Mello


NITERÓI - Combine bons ventos, infraestrutura e tradição de vitórias nos sete mares. A tudo isso, some uma das mais belas vistas da Baía de Guanabara. É com essa receita que o Rio Yacht Club, em São Francisco, tenta coroar sua história centenária, abrigando a seleção brasileira de vela durante os Jogos Olímpicos de 2016, no maior momento da trajetória olímpica brasileira.

Celeiro da modalidade, o clube já viu seus atletas darem ao Brasil nada menos que oito medalhas olímpicas. Entre os craques revelados na sua marina estão os irmãos Torben e Lars Grael, além de Marcelo Ferreira. Esta semana, o clube será analisado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), servindo de base para a seleção durante o evento-teste para as Olimpíadas 2016, que será disputado, a partir de hoje, na Marina da Glória, na Zona Sul do Rio. Segundo o COB, outros espaço serão testados, e a definição do local escolhido sairá no fim de 2015. Nos bastidores, a ideia é que a escolha preferencial seria uma instalação da Marinha, na Urca. Contudo, Niterói conta com o trunfo de Torben Grael acumular os cargos de treinador-chefe da equipe brasileira e de comodoro do Rio Yacht Club. Segundo ele, a experiência em Niterói pode ser boa para todos os envolvidos.

— Este é um clube pequeno, mas é um clube inteiramente dedicado à vela, com resultados muito importantes. Então, a gente aqui respira vela, e ter a equipe brasileira aqui é bom para a equipe e para o clube — disse Torben.

Segundo o COB, a avaliação dos atletas e treinadores será importante na escolha final. Nesse aspecto, Niterói ainda conta com o trunfo de ter vários atletas na delegação. É o caso do veterano Clínio Freitas, da classe Nacra 17. Segundo ele, a maioria dos velejadores de outras cidades já conhece bem o local.

— A turma toda já conhece, já esteve aqui antes. Diante da agitação e do trânsito do Rio, aqui está bem mais tranquilo, chegamos ao local de competição em dez minutos, cruzando de barco — afirma o velejador, medalhista na Olimpíada de Seoul, em 1988.

PREFEITURA SE MOBILIZA

Diante da oportunidade de receber a seleção brasileira de vela, a prefeitura de Niterói promete se mobilizar para ajudar o Rio Yacht Club a sair vencedor da disputa. Segundo o secretário municipal de Esportes, Bruno Souza, ainda não foi feito contato com o COB, mas tudo que estiver ao alcance da prefeitura será tentado.

— A prefeitura está à inteira disposição do COB para facilitar qualquer situação que estiver ao nosso alcance, como questões de logística da equipe e trânsito, entre outras — afirma o secretário, que foi atleta olímpico no handebol.

Segundo Bruno, as articulações políticas não devem influenciar na escolha:

— Sei que a decisão será técnica, e Niterói tem condições melhores que o Rio.

Fonte: O Globo Niterói


-----------------------------------

LEIA TAMBEM:

Espírito de grupo: velejadoras se unem por nova medalha feminina nos Jogos
Rio Yacht Club, de Niterói, um dos mais tradicionais clubes náuticos do país, será a base principal da Equipe Brasileira de Vela
Assista à matéria do Bom Dia Brasil com Torben e Martine Grael
Torben Grael admite que lixo em raia olímpica pode definir medalha nos Jogos de 2016
Seleção Brasileira de Vela é apresentada em Niterói
CBVela e COB apresentam nesta terça a equipe que disputa o Evento Teste
Martine e Kahena ditam o ritmo da 49erFX no mundo
Preparativos para a festa do Centenário do Rio Yacht Club
Sailing - Forte como a aldeia gaulesa de Asterix
Rio Yacht Club: um pequeno centro de excelência da vela brasileira está próximo a completar 100 anos
Rio Yacht Club celebra centenário
 

Rio Yacht Club no Blog do Axel Grael




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.