domingo, 3 de agosto de 2014

VELHOS, NÃO. ANTIGOS. Encontro de veículos antigos é sucesso na orla de São Francisco



O local recebeu cerca de 600 veículos, entre nacionais e importados. Foto: Colaboração Ana Paula Soares

Este foi a 2º Encontro de Veículos Antigos do Estado do Rio. Foto: Colaboração Ana Paula Soares


Veículos antigos invadem São Francisco

Ana Paula Soares

Encontro de antigomobilismo reuniu, neste domingo, na Praia de São Francisco, veículos lançados desde o século passado. Evento contou com apresentações de bandas de rock

Famílias inteiras de apreciadores de carros antigos, além de colecionadores e participantes de clubes de veículos, estiveram na Praia de São Francisco, na Zona Sul de Niterói, na manhã deste domingo (3), para observarem e admirarem a exposição de carros lançados desde o começo do século XX, como o Ford de 1919, o mais antigo emplacado do estado, que ainda roda e faz até 70km/h. Este foi a 2º Encontro de Veículos Antigos do Estado do Rio de Janeiro, criado pelo Nictheroy Clube de Veículos Antigos, com apoio da Prefeitura de Niterói, através da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur).

De acordo com os organizadores, o local recebeu cerca de 600 veículos (motos e autos), entre nacionais e importados, e representantes de 25 clubes, que levaram quantidades variadas de carros expostos. Só dos grandões Ford Galaxy, eram 18. A inscrição para expor o carro foi feita na hora, em uma tenda organizada, mediante a entrega de cinco quilos de alimento não perecível, os quais foram doados para três instituições: a Casa Maria de Magdala, no Sapê; o Remanso Fraterno, em Rio do Ouro; e O Abrigo do Cristo Redentor, em São Gonçalo. O participante que doasse recebia, na hora, uma camisa customizada.

O presidente do Nictheroy Clube de Veículos Antigos, Augusto Mosca, é dono de quatro carros antigos: Ford 1955, Volkswagen Karmann Ghia (1969), Chevrovet Opala (1979) e o inglês Ford Zodiac (1961). Sua mulher, Iamara Salioni, disse, bem humorada, que já é o bastante. O casal estava engajado e grato pela quantidade de pessoas no evento. Alguns chegaram antes das 6 horas.

“É uma satisfação enorme ver tantas pessoas aficionadas por carros antigos. Nós chamamos de antigomobilistas. Cada um de nós tem uma razão para ter um carro antigo ou querer ter um dia. Seja porque ele aprendeu a dirigir naquele carro, ou porque o vizinho tinha um e a pessoa achava bonito, e muito outros motivos. Em eventos como o de hoje, trocamos muitas experiências e fazemos parcerias”, ressaltou Augusto, cuja paixão começou aos 12 anos, quando ajudava o pai a desmontar e montar motores de carros antigos.

O Ford 1919, do militar reformado Walter Moreira Carneiro Filho, de 68 anos, estava exposto no evento. O automóvel participou da inauguração da Ponte Rio-Niterói e foi peça chave em dez novelas de TV. Tem 95 anos, está na família há 66, acelera na mão e muda de marcha no pedal. É o orgulho do proprietário e chamou atenção no encontro.

“Esse é um dos melhores eventos de carros antigos que estive presente. Tem uma grande quantidade de carros e público para admirá-los. Revejo amigos e venho até aqui rodando com meu carro, que não me deixa na mão”, afirmou Walter, também sócio do Nictheroy Clube de Veículos Antigos.

O comerciante Diogo Nogueira, de 31 anos, mora no Rio de Janeiro e esteve em São Francisco pela primeira vez com sua esposa Vanessa e o filhinho Bernardo, de 1 ano e 9 meses. Foram passear, mas também levaram o “brinquedinho”, um Fusca branco de 1969, para ser admirado.

“A gente veio com um grupo de Caxias, o Duke's, um clube de carros antigos. Trouxemos o Bernardo para ele já pegar o gosto. Estamos adorando o encontro. Tem uma estrutura muito boa para quem vem com a família”, garantiu Diogo.

As bandas Mustang 65 e Bloody Mary & The Munsters Meet se apresentaram com o melhor do rockabilly e os eternos clássicos do Rock’n Roll. O evento ainda contou com o apoio do Polo Orla de Gastronomia e também de associações de moradores. Foram feitas interdições em ruas do bairro para abrigar o encontro, que durou até o fim da tarde.

Nictheroy Clube de Veículos Antigos – Foi fundado em abril de 1986 e atualmente conta com 140 sócios antigomobilistas e um acervo de mais de 300 veículos antigos, nacionais, europeus e americanos. É o único clube de Niterói filiado a Federação Brasileira de Veículos Antigos. O que concede a eles autorização do Detran para dar ao sócio o certificado de originalidade, que corresponde a placa preta de colecionador. A placa é permitida apenas para os automóveis que tem 80% ou mais de itens originais e evita serem punidos ou barrados em vistoriais anuais, por conta de novas regras (cinto de segurança, luz de ré, pisca alerta) que os carros antigos não se enquadram.

O clube tem como objetivo maior preservar a história e a cultura do antigomobilismo no País, e mantém uma programação constante, pois além de dois encontros fixos mensais, seus carros viajam mensalmente para participar de eventos em cidades vizinhas.

Fonte: O Fluminense



-----------------------------------------------

Encontro de veículos antigos é sucesso na orla de São Francisco

Segunda edição do evento recebeu carros fabricados entre as décadas de 20 e 80, atraiu colecionadores de outros estados e incrementou o turismo na cidade

 


O bairro de São Francisco, em Niterói, recebeu neste domingo (3.8) aproximadamente 600 veículos que participaram do 2º Encontro de Veículos Antigos do Estado do Rio de Janeiro, na Avenida Quintino Bocaiuva. Organizado pelo Nictheroy Clube de Veículos Antigos, com apoio da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), o evento foi um grande sucesso, já que cerca cem mil pessoas passaram pelo local ao longo do dia, segundo os organizadores. 

A exposição contou com veículos de proprietários da cidade, além de carros que pertencem a colecionadores de municípios do interior fluminense e até de outros estados, como São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. O público que passeou no local viu de perto verdadeiras preciosidades, como o Ford de 1919, primeiro carro emplacado no Estado do Rio. As relíquias atraíram pessoas de todas as idades, transformando a orla num divertido programa do domingo para muitas famílias. O evento reuniu veículos nacionais e estrangeiros, da década de 20 até os anos 80.

O prefeito da cidade esteve no encontro e se surpreendeu com a receptividade do evento, cujo o número de veículos participantes foi acima da expectativa dos organizadores.

“Niterói é uma cidade onde as pessoas gostam de ser reunir. O Nictheroy Clube de Veículos Antigos hoje é uma referência para a cidade e para todo o estado. Com essa exposição, os colecionadores de carros antigos estão proporcionando às famílias a possibilidade de desfrutar da nossa cidade, num convívio saudável no fim de semana. Quero parabenizar aos organizadores e à Neltur, que fez a prefeitura abraçar a ideia deste evento, que contou com toda a estrutura dos órgãos municipais e é um sucesso”, afirmou.

O presidente da Neltur, Paulo Freitas, destacou que o encontro, além de trazer muitos colecionadores de outras cidades para Niterói, também incrementou a frequência nos bares e restaurantes da orla de São Francisco.



“No ano passado, quando realizamos o primeiro encontro, tivemos um retorno extraordinário. E essa segunda edição já é um sucesso em número de veículos participantes e de público. São famílias inteiras de Niterói e visitantes de outras cidades. Para o nosso município isso é muito bom, todos os restaurantes da orla receberam muita gente. Esse é o verdadeiro turismo, em sua transversalidade. O encontro é um evento que só tende a crescer mais ainda”, disse Paulo Freitas.

O presidente do Nictheroy Clube de Veículos Antigos, Augusto Mosca, agradeceu à Neltur e à Prefeitura de Niterói pelo apoio ao evento.

“No ano passado fizemos o primeiro encontro, a título de experiência, e conseguimos reunir cerca de 480 veículos. Pela receptividade que houve em 2013, a prefeitura decidiu fazer essa segunda edição, que nos surpreendeu porque ultrapassamos os 600 veículos participantes, da cidade, do interior do estado e de outros estados. Recebemos clubes parceiros nossos, que foram convidados e estão participando. Estamos muito felizes e agradecidos pelo apoio que estamos recebendo para que a cada ano o sucesso seja cada vez maior”, afirmou Mosca.

Além dos carros expostos, o público pode conferir e comprar miniaturas de veículos e peças de automóveis antigos em estandes montados ao longo da Avenida Quintino Bocaiuva. Dois shows também animaram o público.

“Famílias inteiras vêm ao evento, as crianças adoram. O encontro atrai muita gente e por isso é importante para o turismo da cidade”, concluiu o presidente do Nictheroy Clube de Veículos Antigos, que foi fundado em 1986 e atualmente conta com 140 sócios.


Fonte: Prefeitura de Niterói






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.