sexta-feira, 10 de outubro de 2014

‘Outubro Rosa’ alerta sobre câncer de mama em Niterói


Teatro Popular, no Centro, é dos locais de Niterói que aderiu a iniciativa.


Poliana Couto

Construções consideradas pontos turísticos da cidade ganham iluminação especial para lembrar sobre a importância da prevenção e de buscar o diagnóstico precoce da doença

Outubro é o mês escolhido para a campanha “Outubro Rosa”, voltada para a conscientização da prevenção do câncer de mama. A campanha foi criada com objetivo de alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e de buscar o diagnóstico precoce da doença. Em Niterói, vários eventos serão realizados para conscientizar a sociedade e as mulheres: a programação é extensa incluindo a iluminação e decoração de alguns prédios e monumentos históricos da cidade.

Alguns pontos, como a Câmara Municipal e o Teatro Popular, já se encontram iluminados com a cor da campanha ou enfeitados com o laço rosa em prol da iniciativa. Ontem, às 19h, o Museu de Arte Contemporânea (MAC) recebeu uma iluminação especial na cor rosa, seguida do coquetel de abertura da exposição “The Scar Project”, em cartaz na varanda do museu.

Amanhã, a Caminhada Outubro Rosa terá concentração às 10h, em frente ao Clube de Regatas Icaraí. No dia 15, às 14h, a médica Thereza Cypreste fará palestra na sede da Companhia de Limpeza Urbana (Clin). No dia 29, às 19h, no Teatro Municipal, a cantora Juliana Maia fará apresentação em prol da Associação das Amigas da Mama (Adama). E no dia 30, às 9h, Thereza Cypreste fará uma palestra para merendeiras, no MAC.

No esporte – O abraço ao “Outubro Rosa” motivou ações até em cenários mais associados ao público masculino, como o Maracanã. No sábado, durante o jogo entre Flamengo e Santos, o estádio ficou colorido de rosa. Na quarta-feira, o “Maraca” ganhou novamente a cor do “Outubro Rosa” no jogo entre Botafogo e Palmeiras, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ontem, o estádio voltou a ficar iluminado de cor-de-rosa durante o confronto entre Fluminense e Atlético Mineiro, na disputa por uma vaga no G-4. Todas as iniciativas tiveram apoio da Secretaria Estadual de Saúde, do estádio, dos clubes e da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro.

Diagnóstico – O câncer de mama é o mais temido pelas mulheres, por conta da sua alta incidência e pelos efeitos psicológicos, que afetam a percepção da sexualidade e da imagem pessoal. No ano passado, no Rio de Janeiro, houve mais de 6 mil internações de pacientes vítimas do câncer de mama. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), somente este ano serão diagnosticados no Brasil mais de 50 mil novos casos da doença.

Campanha – O movimento surgiu em 1990 na primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e desde então, vem sendo promovida anualmente na cidade. Somente em 1997 é que entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a promover atividades voltadas para o diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como epicentro das ações.

Hoje, o “Outubro Rosa” é realizado em vários lugares do mundo. A ideia é lembrar as mulheres sobre a importância de manter os exames em dia. Apesar de ser o tipo de câncer de maior incidência feminina, quando descoberto precocemente, a chance de cura é de 95%.
Fonte: O Fluminense




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.