quinta-feira, 5 de março de 2015

Ampliação da Avenida do Contorno entra na etapa final




Pedro Conforte

A partir do domingo, duas pistas antigas serão fechadas e trânsito será desviado para o viaduto novo, com duas faixas para cada sentido. Pistas devem ser liberadas antes do feriado de Tiradentes

A etapa final de ampliação da Avenida do Contorno começa nesse domingo, com o fechamento das duas pistas antigas para recuperação estrutural do antigo viaduto, concretagem e adequação das pistas para o novo traçado. A ação durará 40 dias, porém, no período do feriado da Semana Santa, duas pistas voltam a ser abertas para comportar o volume de veículos. A previsão da Autopista Fluminense é que as obras estejam concluídas em maio deste ano.

De acordo com Edmundo Regis Bittencourt, diretor de operações da concessionária, essa parte das obras estava prevista inicialmente para ser implantada logo após o período do ano novo, mas passou por um replanejamento por conta da intensa movimentação de máquinas e trabalhadores na parte superior do antigo viaduto, da grande movimentação de veículos durante o período de verão e principalmente pelo risco da via permanecer operando em mão dupla durante o feriado do Carnaval.

“Todo esse replanejamento foi discutido entre as equipes da Autopista Fluminense e aprovado pela Polícia Rodoviária Federal. A concessionária elaborou um planejamento para esse novo período de alterações no trânsito da Avenida do Contorno. Acredito que não tenha mais prorrogação no cronograma da operação. A previsão era para fevereiro deste ano, mas houve mudanças. São 120 pessoas trabalhando para que a Avenida do Contorno seja entregue o mais rápido possível”, explicou.

Nesta nova etapa de desvios, o trecho do antigo viaduto existente sobre o pátio Leopoldina Railway estará totalmente fechado para obras de recuperação e reforço estrutural, assim como a adequação da pista existente ao novo traçado da rodovia.

O fluxo de veículos será desviado para o novo trecho ampliado da Avenida do Contorno com 1,5 quilômetros de extensão, do km 320,6 ao km 322,1, entre a garagem da Auto Viação 1001 e a Leroy Merlin, em mão dupla com duas faixas de rolagem para cada sentido, sem acostamento. A expectativa da concessionária é que antes do feriado de Tiradentes todas as pistas estejam liberadas, sendo quatro para cada sentido.



“Durante esse período haverá o uso de radares móveis no trecho onde os balizadores dividem a pista do novo viaduto. Pedimos para quem for passar pela Contorno que respeite a sinalização e o limite de velocidade, para que não haja acidentes”, explicou Francisco Paulo, chefe da 2ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal.

As obras de ampliação ocorrem entre o km 319,8 e o km 322. As pistas da rodovia serão ampliadas e passarão de duas para três faixas de rolamento com acostamento, que poderá ser utilizado como quarta faixa durante operações especiais em finais de semana e feriados prolongados.

Outras obras – Até maio, a concessionária ainda terá que concluir diversos pontos, além da ampliação no número de pistas. Entre elas, a conclusão do remanejamento da adutora da Águas de Niterói entre o estaleiro UTC e o Renave, às margens da pista sentido Niterói, que segundo Edmundo Regis já está no momento final.

“Estamos dependendo da Águas de Niterói e da Cedae para podermos finalizar essa parte da obra. A partir da conclusão do remanejamento poderemos finalizar a nova ponte sobre o Rio Maruí. Além disso, já estamos construindo uma nova passarela em frente à garagem da 1001, que se adequa ao novo traçado da Avenida do Contorno”, explicou o diretor.

Ainda pendente de aprovação da ANTT está a construção de pontos de ônibus na saída da Ponte e outro para substituir o atual em frente ao Assaí. Duas passarelas já estão em fase de implementação.

“Na rampa de descida da Ponte Rio-Niterói haverá uma baia para 3 a 4 ônibus, onde só poderá haver desembarque. Já o outro comportará nove ônibus para quem vem de Niterói. Isso irá acabar com a dificuldade que os ônibus que saíam da Ponte tinham de atravessar todas as pistas e parar no ponto em frente ao Assaí”, diz Edmundo.

Fonte: O Fluminense





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.