sábado, 7 de março de 2015

Exposição da ONU sobre tráfico de escravos chega ao antigo Museu da Justiça de Niterói


Mulher escravizada algemada, Antilhas, Centro Schomburg. Imagem: reprodução


Evento faz parte das atividades da Década Internacional de Afrodescendentes. Entrada é gratuita.

A exposição “Forever Free-Livres para sempre”, sobre a história do tráfico de escravos no mundo, promovida pelo Museu da Justiça do Rio de Janeiro e o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), como parte das atividades da Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024) acaba de ser montada em Niterói.

A mostra – com entrada gratuita – ficará aberta, até o dia 30 de abril, no 2º andar do antigo Palácio da Justiça em Niterói, localizado na Praça da República s/nº, Centro. O antigo Palácio fica aberto para visitação de segunda a sexta-feira, entre 11 e 18 horas.

Forever Free-Livres para Sempre

A mostra, composta por painéis que retratam – e explicam – a história do comércio transatlântico de escravos, foi criada pelas Nações Unidas para lembrar os 400 anos nos quais mais de 15 milhões de pessoas foram vítimas de um dos capítulos mais nefastos da história da humanidade que não deve ser esquecido.

Serviço

Exposição “Forever Free-Livres para sempre”
Local: 2º andar do Antigo Palácio da Justiça
Praça da República s/n – Centro – Niterói

Até 30 de abril de 2015

O Museu fica aberto de segunda a sexta-feira, entre 11h e 18h. A entrada no local é gratuita.
Informações:

Valéria Schilling e Gustavo Barreto
Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio)
(21) 2253-2211 e (21) 98202-0171 | (21) 98185-0582
valeria.schilling@unic.org | barretog@un.org

Fonte: ONU no Brasil






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.