sexta-feira, 13 de março de 2015

PNUD apoia políticas para o esporte como fator de desenvolvimento humano


A relevância do esporte no ambiente escolar como forma de inclusão social foi tema da sessão especial da Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Foto: Tiago Zenero/PNUD Brasil.


Iniciativa tem apoio da sociedade civil, do Ministério do Esporte e do Senado Federal.

11 Março 2015
do PNUD


A promoção da atividade física para todas as pessoas, utilizando o esporte como fator de desenvolvimento humano e social foi o principal tema dos recentes encontros da Rede Esporte pela Mudança Social (REMS) tanto no Ministério do Esporte, na terça-feira (09/03), quanto em sessão aberta da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal, no dia seguinte. Esses encontros fizeram parte da 15ª reunião semestral da Rede, que ocorreu em Brasília com o apoio do PNUD, parceiro da REMS.

Os dois encontros também destacaram o esporte como fator para melhoria da qualidade de vida, a inclusão social e o combate ao sedentarismo e doenças crônicas não transmissíveis, como a obesidade mórbida. Entre outros assuntos, procurou-se destacar a necessidade de criação do Sistema Nacional do Esporte e do aprimoramento e renovação da Lei de Incentivo ao Esporte.

“Há muitos anos, decidimos, dentro da nossa organização, que o acesso ao esporte é um direito humano, e é fundamental promover essas práticas nos lugares onde trabalhamos”, declarou o representante do PNUD e coordenador residente do Sistema das Nações Unidas no Brasil, Jorge Chediek, no Ministério do Esporte, na presença do titular da pasta, George Hilton; da secretária do Esporte e Lazer do Distrito Federal, Leila Barros; da coordenadora geral de Direitos do Trabalho das Mulheres da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Beatriz Matté Gregory; da secretária executiva da REMS, Louise Bezerra; e dos representantes das 54 organizações que fazem parte da Rede.

Desde 2007, o PNUD realiza parcerias com as diferentes instâncias do governo para a realização de grandes eventos relacionados a esporte, como os Jogos Panamericanos do Rio de Janeiro (2007), a Copa das Confederações (2013) e a Copa do Mundo em 2014.

O ministro Hilton enfatizou a relevância do PNUD como parceiro do ministério e disse que a organização “tem sido um braço importante [para o órgão] pela respeitabilidade e pelo amadurecimento dos temas que trata”.



Jorge Chediek fala sobre importância do esporte no desenvolvimento humano no Ministério do Esporte. Foto: Tiago Zenero/PNUD Brasil.

O ministro defendeu ainda o posicionamento da ONU sobre o esporte como fator de inclusão social: “O Brasil percebeu que agora é o momento de utilizar esta ferramenta importante, que é o esporte, não só para trazer a participação da mulher, mas para fazer com que a sociedade entenda que o esporte é um grande instrumento de inclusão e de consciência social”.

Em seu discurso, o representante do PNUD enfatizou também o fortalecimento da REMS, projeto lançado no Brasil em 2007 mediante parceria do PNUD com a Nike. Além disso, ressaltou importância da Rede para a inclusão feminina no esporte nacional.

Em sessão especial da Comissão de Educação, Cultura e Esporte, na tarde de terça-feira (10/03), presidida pela senadora Fátima Bezerra, vice-presidente da Comissão, a REMS e o PNUD defenderam, mais uma vez, o aprofundamento do debate sobre uma nova visão de atividade física e prática desportiva. O objetivo do encontro foi aproximar as organizações da sociedade civil dos representantes do governo, procurando fortalecer debates como os da criação do Sistema Nacional do Esporte e do aprimoramento e renovação da Lei de Incentivo ao Esporte.

Joana Miraglia, membro do conselho de representantes da REMS, destacou o papel da Rede para o desenvolvimento da prática de atividade física no país, afirmando que o “esporte é um direito, sendo fundamental ampliar o acesso e a prática esportiva e de lazer para todos os brasileiros”.

Chediek também anunciou que a ONU no Brasil disponibilizará online, a partir da próxima semana, documento conjunto do Sistema das Nações Unidas sobre o temas Esporte e Desenvolvimento Humano. Esse documento foi elaborado pelo conjunto de agências da ONU no Brasil e, entre outros temas, defende o aprimoramento e renovação da Lei de Incentivo ao Esporte. O texto, segundo o representante, traz “a justificativa internacional do porquê o esporte é tão importante na vida das pessoas e na saúde da sociedade, além de oferecer incentivos às políticas públicas e aos setores privados no seu engajamento na construção de uma sociedade com maior movimento e maior atividade física”.

Ao finalizar a sessão, a senadora Fátima Bezerra comprometeu-se a promover novos encontros da Comissão com a REMS, mediante o suporte do PNUD, para o aprofundamento do debate e tomada de decisões sobre o tema, além de se disponibilizar a auxiliar a Rede no âmbito da produção de estimativa, do debate e da articulação, principalmente quando se tratar da prática de atividade física; “em nome, inclusive, do esporte, aí é que essa Comissão também estará mais ainda de portas abertas”, para que, segundo a senadora: “possamos juntos fazer muitos gols em prol da educação, da cultura e do esporte”.

Fonte: PNUD Brasil


----------------------------------------------



SOBRE A REMS

A Rede Esporte pela Mudança Social (REMS) promove a articulação e a integração de organizações nacionais e internacionais públicas, privadas e do Terceiro Setor para produzir conhecimento e ações sobre o esporte como instrumento de transformação social.

A REMS foi lançada no Brasil em 2007 por um grupo de organizações da sociedade civil e outros atores internacionais. Fomentada inicialmente pela Nike e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), reúne e articula dezenas de organizações sociais que acreditam no esporte como instrumento de mudança social.

A rede foi fundada simultaneamente no Brasil e na África do Sul. Inspirada pela iniciativa pioneira, hoje a REMS também existe no Reino Unido e na Argentina.

O Instituto Rumo Náutico (Projeto Grael) é uma das instituições fundadoras da REMS.

Saiba mais sobre a REMS: http://rems.org.br/


---------------------------------------------

LEIA TAMBÉM:

ATLETAS PELO BRASIL lança “I Relatório Cidades do Esporte”
Cresce o engajamento de atletas brasileiros com iniciativas educativas, sociais e de promoção da cidadania
Encontro Internacional da REMS - Rede Esportes pela Mudança Social



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.