segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Presos em operação contra soltura de balões em São Gonçalo

 
Dois balões de grande porte foram apreendidos na ação. Foto: Divulgação

Ação conjunta entre Polícia Ambiental e Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar para reprimir a soltura de balões, terminou com quatro pessoas presas no bairro Ipiíba, em São Gonçalo. Balões foram apreendidos. Foto: Divulgação

Botijões de gás e maçarico também foram apreendidos. Foto: Divulgação


Quatro pessoas foram detidas em Ipiíba durante ação conjunta entre Polícia Ambiental e Grupamento Aeromóvel da PM. Balões de grande porte e botijões foram apreendidos

Quatro pessoas foram presas na manhã deste domingo (10) em Ipiíba, São Gonçalo, durante uma operação conjunta entre o comando de Polícia Ambiental e o Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar, com objetivo de reprimir a soltura de balões.

Segundo informações da PM, a operação realizada neste domingo, já vinha sendo planejada na região. Ao chegarem ao local, com apoio de um helicóptero, os policiais surpreenderam um grupo que já havia soltado dois balões. Houve correria e muitas pessoas que estavam no grupo conseguiram fugir, mas quatro homens foram detidos pelos militares.

Os policiais apreenderam dois balões de grande porte, com aproximadamente 10 metros de altura cada, uma bandeira de 12 metros quadrados, dois botijões de gás e um maçarico.

Os presos e o material apreendido na operação foram encaminhados para a 74ª DP, em Alcântara.

Segundo o artigo 42 da Lei Federal 9.605 de 1998, fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano, configura crime ambiental. A pena é de detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.


Fonte: O Fluminense


-----------------------------------------

LEIA TAMBÉM:

Balão cai em área residencial e provoca destruição em São Gonçalo
CPAm e GAM apreendem balão em São Gonçalo e Maricá neste domingo
Fiscalização no combate aos balões e vários foram apreendidos
Comando de Polícia Ambiental interdita fábrica de balões em Maricá
INEA FARÁ CAMPANHA DE FISCALIZAÇÃO CONTRA BALÕES
Criminosos soltam balões em plena situação crítica de incêndios
Muitos focos de queimadas em Niterói. Responsáveis pelos incêndios serão investigados
Crime ambiental: fiscalização aperta o cerco contra baloeiros
Crime ambiental: hoje de manhã, 20 balões sobre Niterói
Incêndio criminoso na Serra da Tiririca, em Itaipuaçu
Rio tem recorde de focos de queimada em 2014 devido à onda de calor





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.