sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Torben vive nova fase e se divide entre pai de atletas e chefe de equipe


Do mar ao computador, dono de cinco medalhas olímpicas sente saudades de velejar e admite problema para chefiar Martine e Marco: "Difícil separar as coisas"

Por Marcos Guerra
São Paulo

Nova rotina de Torben Grael inclui reuniões como com o secretário de alto rendimento Ricardo Leyser (Foto: Divulgação)

O mar ainda é o habitat de Torben Grael. Dono de cinco medalhas olímpicas, ele ainda veleja, mas só por lazer. Agora, o velejador vive uma nova fase no ciclo olímpico: é o chefe da equipe verde-amarela na preparação para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. O primeiro grande desafio na função foi o Aquece Rio, evento- teste para os Jogos. Ele saiu satisfeito, mas admite que é grande a saudade de competir.
- A diferença é que antes a gente ficava velejando no mar. Agora fico no computador. Era muito melhor antes (risos). É diferente, mas é uma maneira de dar minha contribuição para as Olimpíadas em casa - disse Torben, em jantar beneficente em São Paulo na última terça-feira.

Dentro da equipe que chefia, o bicampeão olímpico da classe star coordena dois filhos. O primogênito Marco Grael faz dupla com Gabriel Borges na classe 49er - eles ficaram na nona posição no Aquece Rio. Martine Grael carrega as esperanças de manter o clã no pódio olímpico. Ao lado de Kahena Kunze, ela deu orgulho ao pai ao conquistar o vice-campeonato mundial e o ouro no Aquece Rio na classe 49erFX. Torben diz que tenta não se meter nos treinos dos filhos, mas reconhece que por vezes os papéis de pai e chefe de equipe se misturam.
- É difícil separar as coisas, é claro, mas dá para fazer. Elas têm um excelente treinador, que é um espanhol, ele também é responsável por esse bom desempenho delas. Ele é muito metódico, organizado, planeja todas as ações delas. Isso tira a pressão. Dou dicas para todos aqueles que me solicitam. Eu não fico me metendo muito. Só quando vejo alguma coisa que está meio fora do rumo. Quando o pessoal vem me perguntar, eu dou minha opinião.

Torben comemorou ouro da filha Martine (à esquerda) e de Kahena Kunze no Aquece Rio (Foto: Fred Hoffmann/CBVela)

Os dois filhos de Torben estarão no Mundial de Santander, na Espanha, a partir do dia 8 de setembro. A competição será a primeira a distribuir vagas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. O Brasil, porém, já tem posto garantido em todas as classes. Os representantes da seleção no Rio 2016 serão conhecidos em uma convocação do Conselho Técnico da Vela, e os resultados do Mundial contarão muitos pontos nessa decisão.
Depois do Aquece Rio, Torben vê a equipe brasileira no caminho certo, apesar de ter conquistado apenas uma medalha nas 10 classes olímpicas - o ouro de Martine e Kahena. A filha de Torben é a maior aposta brasileira na Espanha.


Marco Grael (de boné) e Gabriel Borges foram os melhores brasileiros na 49er do Aquece Rio (Foto: Divulgação)

- Foi uma medalha, mas foi de ouro. Se nas Olimpíadas repetir isso, já está bom. Tivemos também dois quartos lugares. Um que foi uma quebra (Jorge Zarif na Finn) e outro foi um pouquinho de azar na última regata (Robert Scheidt na laser). É natural. Tivemos um quinto, um sexto, um sétimo, um nono e um décimo. É muito bom. A Martine optou depois do último ciclo olímpico, em que tentou a vaga na 470, por esse barco que foi introduzido agora, o 49erFX. É um barco muito moderno, rápido, atlético. Ela retomou a parceria com a Kahena. Elas estão indo muito bem. É torcer para que continuem assim.


Fonte: Globo Esporte


---------------------------------------------

LEIA TAMBÉM:

Torben Grael recebe Troféu Ademar Ferreira da Silva no Prêmio Brasil Olímpico 2013
Torben Grael admite que lixo em raia olímpica pode definir medalha nos Jogos de 2016
Assista ao vídeo com Torben, Martine e Kahena no Esporte Espetacular
Filhos de Torben Grael prometem dar continuidade à história vitoriosa do pai
Torben Grael admite que lixo em raia olímpica pode definir medalha nos Jogos de 2016
Com Muita História, barco de Torben Grael completa 100 Anos
Centenário do AILEEN (1912-2012): um barco de várias gerações
Torben é o velejador do ano pela ISAF
Herói olímpico, Torben Grael lembra de seu 1º Pan, 28 anos atrás: 'Foi um aprendizado'
MV Bill, Cesar Cielo, Torben Grael doam parte do cachê por uma boa causa
Torben Grael assume seleção de vela e critica despoluição da Baía
Torben Grael faz comercial na TV para o Mitsubishi L200
Torben Grael pode encerrar carreira olímpica depois de 2012

MARTINE GRAEL E KAHENA KUNZE SÃO OURO NO AQUECE RIO
VITÓRIA! Aquece Rio: Martine e Kahena faturam o título na 49erFX
Martine Grael e Kahena Kunze assumem a liderança na Classe 49erFX, no Aquece Rio
Niterói recebe Delegação Brasileira de Vela




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.