segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

A BAÍA DE GUANABARA NA OLIMPÍADA E NA PÓS-OLIMPÍADA



Desde 1980, quando fundamos o MORE - Movimento de Resistência Ecológica, na cidade de Niterói, eu milito pela despoluição da Baía de Guanabara.

O deputado André Corrêa, secretário da Secretaria de Estado do Ambiente - com quem tive a oportunidade de trabalhar quando fui presidente da FEEMA (1999-2000) - me pediu para contribuir para a estruturação de uma estratégia para a Baía de Guanabara.

Tenho me reunido com ele e com a equipe da SEA/INEA, visando estabelecer um Plano de Ação para a Baía visando os Jogos de 2016, mas, acima de tudo, visando o período pós-2016. Hoje, lá estive com o secretário, acompanhado do presidente do Instituto Rumo Náutico (Projeto Grael), Torben Grael, da gerente executiva do Projeto Grael, Joanna Dutra, do presidente do IBG, Alexandre Campos e Dora Hees Negreiros.

Todos que militam com a Baía de Guanabara ou que se relacionam com ela de alguma forma, têm motivos para frustração, mas temos sempre que perseverar e não podemos de deixar a causa neste momento tão especial. A vontade e a prioridade que o secretário André Corrêa trata a Baía de Guanabara é uma grande oportunidade de garantir avanços, ainda que cheguem com muito atraso com relação à agenda olímpica.

AGENDA GUANABARA OLÍMPICA: defendemos o estabelecimento de metas claras, e factíveis do que podemos alcançar até os Jogos de 2016. Quais avanços no saneamento, na gestão de resíduos e na governança da Baía podemos atingir até lá?

Mesmo com o pouco tempo que dispomos, não podemos deixar de ser ambiciosos. É preciso garantir o maior avanço possível, por uma questão de compromisso e de responsabilidade com o desejo de se ver a Baía despoluída. E ainda dá tempo de avançar muito!

AGENDA BAÍA DE GUANABARA PÓS-OLIMPÍADA: Queremos evitar o que aconteceu com o período pós-Rio 92, quando houve a chamada "ressaca" pós-Conferência e assistimos a um retrocesso no movimento ambientalista. Ambientalistas passaram a ser chamados de "ecochatos" e a temática ambiental perdeu espaço na agenda política.

O momento de construir a agenda da Baía de Guanabara pós-2016 é agora. E é neste sentido que estamos ajudando o secretário André Corrêa a estrutura-lo.

Estima-se que a solução para o déficit de saneamento na Bacia da Baía de Guanabara, principalmente dos municípios da Baixada Fluminense e São Gonçalo, demande um investimento superior a R$ 12 bilhões. Portanto, há muito o que se fazer e o esforço de despoluição ainda ultrapassará o ano de 2016.

O que não podemos admitir é que a Baía de Guanabara regrida na escala de prioridades após os Jogos Olímpicos de 2016 e para isso é necessário construir-se o Pacto pela Despoluição da Baía de Guanabara. Um pacto que uma esforços e forças da sociedade - setor privado, sociedade civil, universidades -, além dos governos. Ou seja, precisamos construir um programa de despoluição que seja da sociedade, não só do governo

Axel Grael


--------------------------------------------------------

Com relação à reunião realizada hoje, o secretário postou no Facebook as seguintes fotos e texto:



Reunião do secretário André Corrêa com representantes do Projeto Grael (Torben Grael, presidente, Joanna Dutra, gerente executiva adjunta e Axel Grael) e do Instituto Baía de Guanabara (Alexandre José Siqueira Campos, presidente e Dora Hees de Negreiros, membro do Conselho Diretor)


Amigos, comecei a semana com mais uma reunião sobre as condições da Baía de Guanabara. Estamos em um momento que é necessário recuperar a credibilidade do programa de despoluição e construir compromissos pós-olimpíadas.

Juntos, vamos vistoriar ecobarreiras; avaliar estudos e projetos; conhecer instrumentos e novas tecnologias para avançarmos com esta iniciativa.

Tive o prazer de contar com a participação de Axel e Torben Grael, membros do Instituto Baía de Guanabara, do Projeto Grael e do empresário Ruy Vaz.


André Corrêa
Secretário
Secretaria de Estado do Ambiente



----------------------------------------------------

LEIA TAMBÉM:

Estive com o secretário estadual do Ambiente discutindo o problema do lixo flutuante na Baía de Guanabara
SANEAMENTO NA BAÍA DE GUANABARA: Secretário de Desenvolvimento Julio Bueno fala das estratégias para atrair investimentos privados através de PPP´s
Meta de reduzir poluição na Baía de Guanabara não será cumprida
Prefeitura do Rio lança projeto para enfrentar desafios causados por mudanças climáticas
NITERÓI DEBATE A BAÍA DE GUANABARA. Baía de Guanabara é tema de debate organizado por alunos do PRONATEC TURISMO
Ministra: despoluição da Guanabara é prioridade ambiental
VÍDEO: Tornado na Baía de Guanabara é visto na orla de Paquetá
ENCONTRO COM O NOVO SECRETÁRIO ESTADUAL DO AMBIENTE, ANDRÉ CORRÊA
INEA estabelece novas regras para o monitoramento e aumenta o rigor nas praias do Rio e de Niterói
BAÍA DE GUANABARA - Inea e UFRJ monitoram bactéria KPC desde 2013
Seminário no Caminho Niemeyer discute turismo na Baía de Guanabara e homenageia aluno número 100 mil do Pronatec Turismo
LIXO MARINHO, O QUE EU TENHO A VER COM ISSO?
Entrevista de LARS GRAEL para o CBN NOITE TOTAL: 'Falta uma guarda costeira que faça o papel de polícia marítima no país'
NITERÓI MAIS VERDE - PARNIT ganhou reconhecimento e destaque em revista especializada dos EUA
RJ é o primeiro estado a ter todos os seus comitês de bacias hidrográficas atendidos por Agências de Água Delegatárias
Revista Pollution Engineering: Entrevista com Axel Grael - Despoluindo a Baía da Guanabara
Estudo Mostra o Potencial de Ganhos Econômicos do Saneamento Básico à Sociedade e Municípios do Entorno da Baía de Guanabara
Eleições RJ: candidatos apresentam propostas sobre saneamento e despoluição da baía de Guanabara
CIDADE DOS MANGUES E MORROS: Memórias da ocupação da cidade do Rio de Janeiro
Assista ao vídeo com Torben, Martine e Kahena no Esporte Espetacular
Site internacional especializado em vela aborda o problema da poluição na raia olímpica da Baía de Guanabara

PARCERIA BAÍAS DE GUANABARA E CHESAPEAKE

Rio assina acordo com norte-americanos para despoluir a Baía de Guanabara
Governador de Maryland, Martin O'Malley, visita o Projeto Grael
Estados do Rio e Maryland se unem para despoluir Baía de Guanabara
RJ e Maryland debatem, em Niterói, cooperação para a despoluição da Baía de Guanabara
Rio assina acordos de cooperação com Estado de Maryland
Governador de Maryland, Martin O'Malley, estará em Niterói na quinta
Maryland - estado irmão do Rio de Janeiro - avança em políticas públicas para a sustentabilidade
Em recepção para o governador Sérgio Cabral, o governador de Maryland cita o Projeto Grael em seu discurso
Em 2007, Niterói e Annapolis - Capital da Vela nos EUA - tornaram-se cidades-irmãs.
Rio de Janeiro e Maryland assinam acordo que inclui cooperação em esportes náuticos
Governador Sérgio Cabral discursou ontem para empresários americanos convidando-os a investir no RJ
Projeto Grael recebe a delegação do secretário de Estado John McDounagh, de Maryland (EUA)

SAIBA MAIS SOBRE O PROBLEMA DO LIXO MARINHO:

Postagens sobre LIXO FLUTUANTE no Blog do Axel Grael

Mais ecobarcos entrarão em operação para retirada de lixo na Guanabara
Prefeitura de Niterói inicia campanha educativa para conscientizar sobre lixo em praias
Prefeitura de Niterói inicia ação de conscientização sobre lixo nas praias
LIXO MARINHO, O QUE EU TENHO A VER COM ISSO?
Ocean Experts Call for Greater Local Government Role in Fight Against Marine Waste
Projeto Grael participa de pesquisa sobre microplásticos flutuantes na Baía de Guanabara
Site internacional especializado em vela aborda o problema da poluição na raia olímpica da Baía de Guanabara
Resíduos sólidos: nova Lei regulamenta a obrigação da logística reversa no estado do Rio de Janeiro
ONU: Impacto ambiental dos plásticos é de pelo menos US$ 75 bi ao ano
El fondo marino europeo es un ‘basurero’
Europeus mobilizam-se e criam aplicativo para o monitoramento do lixo flutuante
Lixo: marchas e contramarchas de um debate fundamental
Brasil recicla menos de 2% dos resíduos sólidos produzidos
Destinação inadequada de resíduos gera R$ 10 bilhões de desperdício por ano
"As espécies mais perigosas dos oceanos"
El reciclaje, un punto negro en Río de Janeiro
Lobby da poluição: Conar decide suspender publicidade contra sacolas
As promessas ambientais da candidatura Rio 2016 precisam ser cumpridas

AÇÕES DO PROJETO GRAEL SOBRE LIXO FLUTUANTE NA BAÍA DE GUANABARA

Programas:
  • Projeto Águas Limpas
  • Projeto Baía de Guanabara (monitoramento de correntes)
  • ECOmAGENTE

  • Projeto Grael participa de pesquisa sobre microplásticos flutuantes na Baía de Guanabara
    PRIMEIROS TESTES DA ECOBARREIRA DO CANAL DE SÃO FRANCISCO, NITERÓI
    Iniciativas do Projeto Grael na prevenção do lixo flutuante da Baía de Guanabara
    CONFERÊNCIA LIVRE DO LIXO MARINHO NO PROJETO GRAEL.
    Associação Brasileira do Lixo Marinho realiza conferência na sede do Projeto Grael
    "Lixo flutuante - de onde vem?". Projeto Grael participa de programação do MAC
    Poluição da Baía de Guanabara: entrevista da equipe do Projeto Grael repercute na mídia internacional
    Projeto Grael foi objeto de matéria no Bom Dia Brasil, da Globo
    Equipe do Projeto Grael visita a Grota do Surucucu
    Assista matéria sobre as ações ambientais do Projeto Grael exibida pela Rede Brasil
    Lixo flutuante na Baía de Guanabara: vídeo sobre iniciativas ambientais do Projeto Grael

    LEIA TAMBÉM:
    Study Shows That 270,000 Tons Of Plastic Float In The Ocean
    Estudo estimou o lixo plástico nos Oceanos em 5,25 trilhões de unidades. Mas onde está o restante?






    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.