quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Niterói terá ecobarreiras na orla de São Francisco


Lixo. Velejadora Martine Grael encontra televisão boiando em praia de Niterói. Divulgação / 07-01-2014

Renato Onofre

Prefeitura apresenta metas para diminuir o despejo de lixo na enseada da Zona Sul

Os investimentos serão de R$ 13,6 milhões

NITERÓI - Representantes do município e moradores de comunidades de Charitas, São Francisco e Jurujuba se reuniram, na manhã desta terça-feira, para discutir as metas do programa Enseada Limpa para 2014. Entre as metas estão a criação de um sistema mecanizado de retirada de sedimentos do canal da Avenida Presidente Roosevelt, em São Francisco, com a criação de ecobarreiras na sua saída ao mar; a transformação do morro da Viração em parque municipal e a conclusão do sistema de rede coletora em algumas comunidades, como o Preventório, iniciada em 2013. O programa tem como objetivo a despoluição da enseada de Jurujuba.

Estão previstos ainda a construção de novas elevatórias, em Charitas, o recadastramento do sistema de esgotamento sanitário também em Charitas e Jurujuba; e a ampliação da desinfestação de ratos para as localidades do Preventório, Peixe Galo, Salinas, Cascarejo e Jurujuba. Segundo o prefeito em exercício, Axel Grael, os investimentos serão de R$ 13,6 milhões feitos em parceria com a concessionária Águas de Niterói:

- O projeto é viável, estamos no caminho certo. Tenho certeza de que, com essas parcerias, vamos conseguir os resultados - prometeu Axel.

No início do ano, a velejadora Martina Grael postou uma foto em uma rede social sentada numa prancha de stand up paddle com uma TV , que acabara de encontrar na Baía de Guanabara, durante o treinamento para a Copa Brasil de Vela, realizada em Niterói neste mês. Em entrevista ao Extra na época, a velejadora desabafou:

- A Baía continua suja. Não acho que tenha como dar jeito até as Olimpíadas. De repente, dará para melhorar um pouco. E seria um legado dos Jogos, mas que não vai acontecer - lamentou.

Em novembro, o governo do estado licitou a contratação de dez ecobarcos que vão coletar o lixo flutuante da Baía de Guanabara até 2016. O investimento estimado é de R$ 3,13 milhões só neste ano com recursos do Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam). Segundo dados oficias do Instituto Estadual de Ambiente (Inea), a Baía de Guanabara recebe diariamente em média 100 toneladas de lixo flutuante, levados pelos rios que cortam a Região Metropolitana do Rio.

Fonte: O Globo

------------------------------------------------

Conheça detalhes do Programa Enseada Limpa:
ENSEADA LIMPA: Conheça detalhes do Plano de Ação 2014 para a despoluição da Enseada de Jurujuba

Saiba o que está sendo feito para despoluir a Enseada de Jurujuba (Saco de São Francisco):
Ações do programa Enseada Limpa são apresentadas a comunidades de Jurujuba, Preventório, Charitas e São Francisco
Programa Enseada Limpa entra em nova etapa
Niterói lança programa para despoluir Enseada de Jurujuba
ENSEADA LIMPA - resultados de balneabilidade de Charitas são animadores
ENSEADA LIMPA: mutirão de limpeza na Grota do Surucucu é mais uma ação pela despoluição da enseada de Jurujuba
ENSEADA DE JURUJUBA LIMPA - despoluição começa a sair do papel
Autoridades de olho na poluição da Baía de Guanabara
Prefeitura de Niterói quer praias livres da poluição
Praia de São Francisco recebe projeto de recuperação de restinga
Dia Mundial de Limpeza das Praias recolhe 1 tonelada de lixo
Ação para combater a infestação de ratos em Niterói
Enseada de Jurujuba será despoluída
Niterói - Canal de São Francisco leva toneladas de lixo para a Baía de Guanabara
Equipe do Projeto Grael visita a Grota do Surucucu
Iniciativas do Projeto Grael na prevenção do lixo flutuante da Baía de Guanabara
Ecobarreira será implantada o Canal de São Francisco
Estados do Rio e Maryland se unem para despoluir Baía de Guanabara
RJ e Maryland debatem, em Niterói, cooperação para a despoluição da Baía de Guanabara

O que o Governo do Estado tem anunciado:
Projetos do Governo do Estado que prometem limpar a Baía de Guanabara até a Rio 2016
BAÍA DE GUANABARA TEM O PRIMEIRO PLANO CONTRA ACIDENTES AMBIENTAIS DO PAÍS
Rio assina acordo com norte-americanos para despoluir a Baía de Guanabara
Estados do Rio e Maryland se unem para despoluir Baía de Guanabara
RJ e Maryland debatem, em Niterói, cooperação para a despoluição da Baía de Guanabara

Acesse também:
Instituto Baía de Guanabara
Projeto Grael





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.